Viagens com Bebês e Crianças

Seguro viagem com bebês

Viajar de avião com bebê – dicas e informações importantes

Last Updated on 27 de abril de 2021 by Luciana de Campos Assis

Viajar de avião com bebê pode ser bem mais fácil do que você imagina!

Edu fez seu primeiro voo aos 4 meses e descobrimos que viajar de avião com bebê pequeno pode ser bem tranquilo. Certamente com o passar dos meses o desafio vai aumentando (como tudo na maternidade não é mesmo? risos).

Por aqui, desenvolvemos algumas estratégias que tornaram nossos voos melhores e de uma certa maneira mais tranquilos. Então, vamos falar delas e de todas as informações essenciais que você precisa saber para viajar de avião com bebês.

Leia mais: Melhores lugares para viajar de com bebês

Com quantos meses o bebê pode viajar de avião?

Primeiro de tudo; bebês são considerados “bebês” até completarem dois anos de idade para as companhias aéreas. O que faz total sentido, com 2 aninhos a criança já é bem grande e viajar no colo dos pais pode ser exaustivo.

Então, quando realizar a compra de passagens aéreas para bebês, tenha sempre em mente que seu filho/a precisa ter menos de 2 anos completos para ser considerado um bebê, considerando sempre a data do voo de retorno caso esteja adquirindo ida e volta.

Em relação a autorização de viagem para bebês, alguns médicos recomendam aguardar que o bebê faça 3 meses para o primeiro voo. No entanto, outros liberam antes. No geral, bebês saudáveis serão liberados para voar dentro do primeiro semestre de vida. Mas atenção, não embarque só com base no que está lendo aqui.

As companhias aéreas solicitam uma autorização médica para embarque apenas de bebês que tenham até 7 dias de vida. De 8 dias em diante não é necessário.

Cada bebê é único e o médico pediatra é a única autoridade que deve dizer sim ou não a primeira viagem de avião de avião com bebê.

Leia mais: Seguro viagem para bebês – como funciona e como foi nossa experiência

Documentação necessária para a viagem de avião do bebê

primeiro passaporte do Edu
Edu e seu primeiro passaporte – foto Lu

  • Voos nacionais: RG ou certidão de nascimento
  • Voos internacionais dentro do Mercosul: RG ou passaporte
  • Voos internacionais fora do Mercosul: passaporte + visto quando necessário

Fique atento:

Ao solicitar o passaporte, você pode optar por autorizar que o bebê faça viagens internacionais acompanhada/o apenas de um dos pais. Ou até mesmo de um tutor legal, contudo é preciso seguir o passo a passo indicado pela polícia federal no momento de requisição do passaporte.

Leia abaixo o texto onde falo detalhadamente da emissão de passaporte para viajar de avião com bebê.

Leia mais: Passaporte para bebê – qual a validade e como solicitar

Primordialmente, a carteira de vacinação e o seguro viagem devem estar SEMPRE presentes em todas as viagens. Para destinos nacionais, verifique se o plano de saúdo do bebê tem cobertura para viagens. Caso contrário faça o seguro viagem também é essencial.

Quanto custam as passagens aéreas para viajar de avião com bebê?

Até os 23 meses o bebê é considerado bebê de colo e pagará apenas as taxas de embarque. No entanto, esse valor pode variar dependendo da companhia aérea. Essa cobrança reduzida acontece em virtude de o bebê não ter direito a um assento, ele/a vai no colo do acompanhante (mamãe, papai ou cuidador) o voo todo.

Uma dica: você pode comprar um assento para o seu bebê com a maioria das companhias aéreas, mesmo ele tendo menor de 2 anos completos. Se você tiver disponibilidade financeira, recomendo. Especialmente próximo aos 2 aninhos.

Encontre passagens promocionais com a Passagens Promo

Carrinho, bebê conforto e malas do bebê

viajar de avião com bebês
Despachando o carrinho de bebê na porta da aeronave em Foz do Iguaçu – foto Lu

Até os 23 meses de idade o bebê tem direito a levar consigo gratuitamente:

  • 1 carrinho de bebê ou 1 bebê conforto // cadeirinha
  • 1 mala de mão*
    • Algumas companhias não autorizam uma mala de mão pro bebê e apenas a mala maternidade
  • 1 bagagem para despachar (o peso máximo varia de cia para cia)

O que é essencial você saber sobre viajar de avião com bebê neste tópico é que você tem direito SIM a levar o carrinho de bebê, uma mala de mão e uma mala de despachar para o bebê.

Essa informação dificilmente estará clara no momento de emitir os bilhetes, então sempre ligue no call center da companhia aérea e confirme esses direitos. Em todos os voos que pegamos com Edu bebê, até mesmo nas Bahamas e EUA, pudemos despachar uma mala pra ele, o que variava sempre era o peso máximo permitido.

Moises ou bebê conforto geralmente são considerados uma peça; ou seja, uma bagagem de despachar ou uma bagagem de mão para ir com você dentro do avião.

Leia mais: Carrinho de bebê no avião – como funciona

A pergunta que muitas pessoas fazem é: posso levar o carrinho + o bebê conforto ou assento do carro? Sim, mas neste caso a companhia irá considerar um item extra e poderá cobrar ou descontar da sua franquia de bagagem.

Eu não gosto de levar o bebê conforto ou cadeirinha do carro em voos, eles são grandes e desajeitados, só atrapalham. Se você vai alugar um carro em sua viagem, já reserve com antecedência o assento infantil. E no aeroporto vá apenas com o carrinho do bebê.

Berço de bebê em aviões

berço do avião, viajar de avião com bebês
Nosso voo de volta de Orlando foi noturno e perfeito! Foto Lu

Algumas aeronaves contam com berços para bebês, outras não. Por isso é super importante checar com a companhia aérea se o voo que você está comprando tem essa disponibilidade.

Os berços estão disponíveis para bebês de até 12 quilos geralmente. Eles devem ser solicitados a companhia aérea com antecedência. Principalmente para ajustar a localização dos assentos da família para lugares onde o berço possa ser colocado, geralmente nas primeiras fileiras.

Leia mais: Mala de viagem para bebês

Eventualmente essas fileiras podem ter um custo adicional ou não ter mais disponibilidade em seu voo. O que recomendo você fazer é ligar a companhia aérea antes de comprar o bilhete e validar se há berço & se há disponibilidade e/ou recomendação para comprar algum assento especifico.

Depois dessa ligação, compre imediatamente seu assento com bebê e volte a ligar na companhia aérea. Dessa vez para confirmar a marcação no local adequado e a solicitação do berço. E no dia da viagem, antes de ir para o aeroporto (cerca de 12 horas antes do voo), ligue novamente na companhia.

Leite em pó, água e papinhas a bordo

voo de avião com bebês
Edu indo para Colômbia feliz e contente!

Uma grande preocupação dos pais é a parte da alimentação do bebê durante a viagem de avião e isso é bem simples de ser solucionado. Bebês têm direito a levar leite, leite em pó, água e alimentos dentro da aeronave em quantidades suficientes para o tempo de voo.

Quando estamos falando de voos internacionais, na maioria dos países a entrada de alimentos não é permitida, então você terá de descartar as sobras na aeronave. O leite em pós e a água sempre são permitidos, tanto na mala de mão quanto na de despachar. Alimentos na mala de despachar também seguirão as regras de cada país.

Leia mais: Alimentação de bebês em viagens

DICA: sempre leve doses extras de leite, água, frutas e alimentos para eventuais atrasos ou cancelamentos de voo. Na mala de mão, sempre levamos uma lata extra de leite do Edu.

Você também pode solicitar a companhia aérea uma refeição especial para o bebê que geralmente vem com uma fruta, um suco e alguma papinha industrializada. Nestes casos é necessário ligar para a companhia e solicitar com pelo menos 48 horas de antecedência do seu voo.

Como viajar de avião com um bebê – dicas práticas

viajar de avião com bebê
Edu voando entre Paris e Islândia com a Iceland Air

Escolhendo o voo para viajar de avião com bebê

  • Voos noturnos – prefira voos noturnos sempre, principalmente se forem voos longos. Para voos mais curtos e diurnos, tente escolher horários que coincidam com as sonecas do bebê. Ou segure um pouquinho essa soneca pra ela acontecer durante o voo. Voo longo & diurno com bebê é uma loucura! Imagine você tentando distrair um bebê por horas e horas sentadinha no seu assento?!
  • Solicite berço – como disse acima; confirme se seu voo tem disponibilidade de berço, se requer assento especial, reserve-o ao comprar a passagem (imediatamente após a compra) e ligue no dia da viagem para a companhia confirmando a disponibilidade.
  • Marcação de assentos – escolha um lugar próximo a galley, você pode precisar acalmar o bebê e o espaço das comissárias é maior. Eu prefiro corredor, para ter livre acesso. No entanto a janelinha pode ser uma boa distração pro bebê. O melhor assento em minha opinião é o duplo de frente pro banheiro (perto da galley, janelinha & corredor e encaixa o berço).
  • Upgrades – se possível, adquira assentos com mais espaço (comfort ou sky sofá por exemplo). Eles ajudam muito, você estará com o bebê + a mala maternidade.
  • Alternativa: caso você não possa comprar um upgrade e/ou não consiga reservar a primeira fileira com berço, pode usar de uma estratégia que pode ou não dar certo. Em uma fileira de três assentos, reserve o seu e de seu companheiro/a com um espaço vazio no meio. Caso a aeronave não esteja lotada, certamente esse assento ficará vazio.

Encontre passagens promocionais com a Passagens Promo

Itens essenciais para viajar de avião com bebê

Lista de compras para o enxoval de bebê nos EUA - Estados Unidos

  • Alimentação/amamentação:
    • Leite em pós em potes de abertura fácil
    • Água em garrafinha térmica (você pode sim esquentar a água na aeronave, mas isso é feito em banho maria e demora um pouco, ou não vem muito quente, ou vem quente demais rsrs, prefiro levar a minha água quentinha de casa)
    • Comida e frutas em pote térmico (mesma lógica da água mencionada acima)
    • Garrafinha de água para o bebê tomar durante o voo pois a boquinha deles seca bem
    • Paninhos de boca
    • Babador (dois para cada refeição que será feita dentro da aeronave)
    • Trocas de roupas (para o bebê e para os pais, acidentes acontecem)
    • Lenços umedecidos multiuso

  • Chupeta – principalmente durante pousos e decolagens, a chupeta ameniza a pressurização dos ouvidos dos pequenos/as.
  • Farmácia do bebê – leve na mala de mão contigo para quaisquer emergências.
  • Mantinha e roupas quentes – o ar condicionado do avião é cruel. Então proteja seu bebê.
  • Água – para hidratar da secura do ar condicionado, assim como para ajudar na distração por 2 minutos rs.
  • Fraldas, pomadas e lencinho – todo avião tem trocador de fraldas nos banheiros, ele fica pregado na parede sobre o vaso sanitário. Então não deixe a comissária te dizer que não há, inexplicavelmente aconteceu comigo em um voo. Mesmo dizendo a ela que sabia que tinha, ela não me deixou levantar e ir até o banheiro para trocar o Edu. Por fim nunca mais voei com determinada empresa.

Leia mais: Porto de Galinhas com crianças e bebês

No aeroporto

viagens de avião com bebês
Edu AMA andar de avião e corre por todo o aeroporto desde que aprendeu a caminhar

  • Chegue cedo no aeroporto – principalmente para verificar se o berço e seu assento estão adequados. Também para fazer tudo no tempo do bebê. Sem stress!
  • Acesso prioritário – aqui no Brasil e em muitos países, pessoas acompanhadas de crianças de colo têm acesso prioritário para embarcar. Contudo só você, que conhece bem seu filho, vai saber ponderar se isso é bom ou ruim.
    • Só para ilustrar, eu só uso o acesso prioritário quando o Edu está prestes a cair no sono. Entro no avião, ofereço a mamadeira e logo ele está dormindo. Quando ele está ativo, prefiro queimar as energias dele correndo pra lá e pra cá no aeroporto e deixar pra embarcar por último.
  • Gaste QUASE toda energia de seu bebê antes do voo – cuidado para não cansar demais o bebê ao ponto da exaustão. Canseira extrema certamente trará dificuldades para ele/a relaxar e cair no sono.
  • NÃO se importe com o choro – bebês se comunicam através do choro e assim será dentro do avião se for preciso. Claro que, assim que seu bebê chorar, procure entender o que está havendo; é fome, sede, sono, fralda suja? Mas não se importe e nem se apresse em acalma-lo só por que tem gente em volta. Haja com naturalidade para resolver o problema, como se estivesse em casa. Aos passageiros ao lado, cabe compreensão, todos fomos bebês um dia.

Leia mais: Lisboa com crianças e bebês

No avião

trocador de bebê no avião
Trocador de bebês do avião – fica sobre o vaso sanitário – foto Lu

  • Chá de camomila ou camomilina – são elementos naturais que ajudam o bebê a relaxar e cair no sono mais facilmente. Ou ficar mais tranquilo no colo da mamãe e/ou do papai.
  • NÃO leve a almofada amamentação – exceto se o avião não tiver berço e o voo for muito longo. Caso contrário, é só volume extra pra você carregar visto que um bom colo de mãe com o travesseiro oferecido pela companhia aérea são melhores.
  • Se estiver viajando sozinha – peça ajuda ao lado para alguém colocar ou retirar sua mala de mão do bin. Ou para o que precisar. Se não encontrar alguém empático, chame a comissária e peça ajuda. Não tente fazer tudo sozinha pois você só vai se estressar.
  • Distração – o bebê vai precisar de livrinhos, brinquedinhos silenciosos, tabletes com vídeos para ver offline (talvez seja legal um fone de ouvidos, dependendo da idade do bebê), mordedores e tudo aquilo que ajudará na distração. Uma vez que o voo for noturno, esses itens podem ser desconsiderados.
    • Eu gosto muito de andar com o Edu pelo avião em momentos que ele fica inquieto demais. É mais prático, causa menos stress e irritação nele. No entanto a consequência é que as pessoas ficam me olhando indo pra lá e pra cá (meio engraçado), algumas sorriem bem gostoso pra gente e até brincam com Edu.
    • Para bebês mais próximos dos 2 anos de idade, recomendo levar canetinhas e livros de desenhar/pintar. Ou até alguns jogos mais simples que ele/a já esteja adaptado.

Leia mais: Islândia com crianças e bebês

Algumas de nossas experiências em viajar de avião com Edu bebê:

Só para ilustrar vou compartilhar algumas fotos e artigos pra ilustrar nossa trajetória de viajar com bebês mundo afora.

Praia do Forte Bahia

E então eu resolvi viajar solo com Edu. Fui sozinha com ele pra Bahia e estava morrendo de medo do voo. Contudo deu tudo certo, chegamos cedinho no aeroporto, ele brincou um montão e dormiu quase o voo todo com duração de três horas.

Dicas da Praia do Forte no litoral norte da Bahia

Nós dois após despachar as malas no aeroporto – foto Lu

Orlando – Disney

Essa viagem foi surreal de linda mas tivemos um voo diurno que não tinha fim. Edu queria brincar, estava aprendendo a andar e quem cansou foi papai e mamães rs. Por isso, sempre que possível, escolham voos noturnos.

Disney com bebês – é uma viagem que vale a pena?

viajar de avião com bebês, seguro viagem para bebês
Logo pela manhã, aguardando o embarque e Edu feliz da vida com o avião ali em frente – foto Lu

Foz do Iguaçu

Edu não deu trabalho algum durante esses voos. Fui sozinha e voltei acompanhada de meu marido. Na ida eu segurei o horário da soneca e queimei a energia dele no aeroporto. Então entramos na aeronave, dei a mamadeira e ele dormiu o voo todo praticamente.

Exceto por alguns minutos que ficou brincando com uma senhora que estava ao meu lado. Na volta ele veio brincando com livrinhos que compramos no aeroporto pra ele.

Foz do Iguaçu com crianças e bebês – vale a pena?

viajar de avião com bebês
Livrinho dos 3 porquinhos e Edu no aeroporto de Foz do Iguaçu – foto Lu

Para acompanhar todas as nossas aventuras com Edu fique ligada/o nos textos aqui do blog, em nosso canal do Youtube e no Instagram onde mostramos nossas viagens em tempo real.

Resumindo, viajar de avião com bebês não é um bicho de sete cabeças! É na verdade, uma aventura muito gostosa do mundo materno e paterno. Então vamos planejar uma viagem fantástica de avião com seu bebê? Veja aqui promoções de passagens aéreas para o mundo todo!!! E boa viagem 🙂

primeira viagem do bebê edu
Sorriso de quem amou o primeiro voo de avião – foto Lu

Salve esse artigo em seu Pinterest:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.