Europa, Islândia, Roteiros para Crianças

Islândia com crianças e como foi nossa experiência

Last Updated on 14 de janeiro de 2021 by Luciana de Campos Assis

Islândia com crianças pequenas e bebês é fascinante, um destino que surpreende e encanta os pequenos olhares curiosos. Fomos com Edu em seus 2 aninhos, amamos e voltaremos em breve.

Aqui você vai encontrar todas as informações que precisa para fazer essa aventura acontecer da melhor maneira possível. Roteiro ideal, alimentação, transporte, hospedagem, quais atrações os pequenos podem visitar e muito mais.

Leia mais: Dicas de planejamento para viajar com bebês e crianças

Sobre ir para a Islândia com crianças e bebês

Islândia com crianças
Blue Lagoon – Edu amou!

Eu sempre sonhei em conhecer a Islândia e ver a aurora boreal e não consegui realizar esse sonho de viagem antes de me tornar mãe. Pois bem, esse desejo seguia firme e forte em meu coração e quando Edu estava prestes a completar 2 anos o realizei (exceto ver a aurora que não apareceu pra gente).

Já havíamos feito algumas viagens com ele: Vale dos Vinhedos, Chile, Disney e Bahamas e com essa “bagagem”, eu e meu marido estávamos convencidos de que viajar com bebês e crianças sem perrengues é uma questão de organização e planejamento.

Então pra Islândia fomos e foi sucesso. Ao realizar minhas pesquisas para o planejamento, encontrei pouquíssima informação a respeito do destino com crianças. Pesquisando por Islândia com bebês eu praticamente escutei o eco do Google. Por isso estou escrevendo esse manual completo pra você.

Primeiro de tudo é importante ter em mente o perfil familiar de viagens, falo um pouco mais disso no texto abaixo. Ir para a Islândia com crianças é uma viagem que pode acontecer sim mas não indico para quem não gosta de turismo de experiência, de contemplação e com leve toque de aventura.

Leia mais: Melhores destinos para viajar com bebês e crianças

Islândia com crianças
Black Sand Beach com Edu <3

Segundo fator para evitar frustrações é entender que crianças menores de 8 anos não podem entrar em algumas atrações ou realizar alguns tours como por exemplo hiking nas geleiras e cavernas de gelo.

As chaves para o sucesso de uma viagem até a Islândia com crianças pequenas e bebês sem perrengue são:

  • Desejo de ir e inclinação para o estilo turismo a ser feito lá
    • Comtemplar a natureza, frio e levemente aventureiro
  • Tempo para planejar com antecedência
  • Organização de um roteiro com calma
    • Você vai precisar de mais dias de viagem do que quem viaja sem crianças
  • Reservar bons hotéis – primordial
  • Ter um carro alugado para se locomover
  • Disponibilidade de orçamento – Islândia não é um destino super econômico
  • Tenha um bom seguro viagem!

Se você seguir esses itens com muita atenção e a viagem couber dentro do seu perfil familiar e orçamento (por que Islândia com conforto é relativamente cara), vai ser sucesso total. Vou falar de cada item abaixo.

Leia mais: Seguro viagem para bebês e crianças – vale a pena comprar?

Abaixo deixo algumas opções de seguro que são válidos para a Islândia e atendem a cláusula de cobertura mínima de 30 mil euros. Usando o cupom TURISTANDO5 você garante 5% off e pagando no boleto + 5% off.

  • Assist Card AC 50 – é uma opção econômica e básica (atenção pois nem tudo listado acima está incluso na cobertura)
  • Travel Ace 40 – é uma opção intermediária, com cobertura médica boa mas também básica e que exclui alguns dos itens listados acima
  • Affinity 60 esse é o MELHOR custo benefício de seguro viagem para Islândia ao meu ver. Ele tem cobertura médica ampla (60k), U$1.200,00 em plus reason, cobre cancelamento de viagem e outros itens como farmácia, odonto e jurídica. Atenção para gestantes pois não está coberto, neste caso compre o Affinity 110. Já usei a Affinity 3x (nos Estados Unidos, Colômbia e França, sempre muito tranquilo e rápido, recomendo).

Planejamento de uma viagem para Islândia com crianças

Islândia com crianças
Edu e a neve: um encontro daqueles! rsrs

Recomendo planejar sua viagem a turismo para Islândia com pelo menos 12 meses de antecedência. Esse tempo é suficiente para você entender melhor sobre cada ponto turístico e ir adequar seu roteiro conforme vai entendo cada lugar.

E por que você precisa desse tempo de antecedência?

  • Comprar um bom voo para não deixar a criança cansada logo na chegada – apesar do país ser muito turístico a malha aérea é reduzida. Veja aqui mais sobre como chegar na Islândia.
  • Alugar um carro confortável com assento infantil – mesma lógica acima, com tempo você vai encontrar bons veículos 4×4 a preços acessíveis.
  • Reservar bons hotéis, de preferência com copa ou mini cozinha – a oferta de hotéis é pequena no país. Exceto por grandes cidades como Reykjavik e Akureyri que têm muitas opções. Já em cidades como Hofn por exemplo, você encontrará duas ou três opções adequadas.
  • Definir um roteiro com pausas para as necessidades dos pequenos e algumas atividades pra que eles possam curtir a viagem também – acredite em mim, você vai precisar estudar e entender afundo cada atração. Vai ler esse texto, o manual de viagem para Islândia que criei e muitos outros diversas vezes até conseguir chegar no roteiro perfeito.
  • Comprar vestimenta adequada – especialmente se sua viagem for no frio. Você precisará ir com a criança em lojas e eventualmente até comprar pela internet. Tivemos muita dificuldade de comprar calçados para neve pro Edu (que não nos custassem um absurdo) aqui no Brasil.

Leia mais: Disney Paris – manual completo para sua aventura!

Dica 1 – alugue um carro

Islândia com crianças
Edu tirando uma super soneca entre um destino e outro

carro alugado é imprescindível pois você terá flexibilidade de horários e uma “casa” que vai circular com você. As estradas são vazias, sem postos de gasolina e conveniência pelo caminho como encontramos no Brasil e você circulará bastante de carro entre uma atração e outra.

Com isso o carro se torna um aliado para troca de fraldas, alimentação, sonecas e para fugir do frio. Não se esqueça de solicitar o assento infantil ao realizar a reserva do carro e testa-lo antes de sair do aeroporto.

Nós alugamos nosso carro pela Rentcars que é parceira de confiança do blog e nossa companheira de viagens mundo afora. Veja AQUI algumas tarifas para retirada e devolução em Reykjavik.

Dica 2 – contrate um tour para caçar a aurora

O único passeio que eu não faria de carro independente seria a caça a auroral boreal a partir de Reykjavik. Contratando um tour você será direcionado por experts para caça-a entende? Nós ficamos 7 dias na ilha e não conseguimos vê-la por questões climáticas mas também por não saber caça-la. Indico o passeio abaixo:

Passeio guiado para ver a Aurora Boreal partindo de Reykjavik

Dica 3 – planeje poucas atividades por dia, mínimo 7 dias de viagem

Outra dica é planejar poucas atividades por dia pois o frio e o sobe e desce do carro (que é parte de turistar na Islândia) cansam os pequenos. Recomendo cerca de 3 atrações por dia em uma viagem de 7 a 10 dias para fazer a Reykjavik + Golden Circle + Costa Sul ou 15 a 20 dias para a ilha toda (ring road).

Dica 4 – planeje o roteiro com o olhar das crianças

viajando com crianças
Deixe que as crianças curtam os lugares também, no tempo delas!

Quando falamos de crianças maiores (8 anos em diante), elas aproveitam muito das atrações: ver as cachoeiras, o mar de gelo, o avião no meio do nada e etc. Acho essencial envolve-los no processo, contar a história por trás da atração e deixa-los explorar ou contemplar.

Os pais precisam se munir de informações pra sanar a sagaz curiosidade que surgirá no momento. Um exemplo é o Parque Nacional Thingerville; ele é uma escola de geografia a céu aberto. Você caminhará entre duas placas tectônicas, verá formações milenares e assim por diante.

Aproveite o momento! Faça uma caça os pássaros puffins no verão, vá ver baleias e estude a importância delas para a cadeia do meio ambiente. Entenda as geleiras; como se formam, de onde surgem e etc. E os cavalos diferentes?! Edu com 2 aninhos AMOU!

Leia mais: Tudo sobre Viagens com Crianças aqui!

A Islândia é isso: uma escola para as crianças, cabe a nós, pais, transformar a viagem em aprendizado de forma leve, instrutiva e divertida. E te garanto, as crianças vão amar!

Pensando em crianças de 2 a 6 anos de idade, o que vai importar é ter tempo livre pra eles correrem quando descer do carro, tomar sorvete, chocolate quente, brincar na neve e pelos gramados. Também acho importante reservar tempo para as sonecas se ainda existirem e tempo no hotel para um banho relaxante, uma comidinha quentinha e boas noites de sono.

É muito importante estar de olho nas crianças o tempo todo em atrações turísticas. Não é arriscado ao ponto de ter que ficar de mãos dadas, mas existem beiradas que precisam ser evitadas, neve, água gelada, trilhas e etc. Não precisa ter medo e achar uma loucura fazer essa viagem, mas atenção redobrada não será demais.

Leia mais: Tudo sobre Viagens com Crianças aqui!

Quando falamos de bebês, recomendo levar canguru pois será muito melhor aproveitado do que o carrinho de bebê. Investir em roupas quentes (caso vá no frio), manta, cachecol, gorro e luvas. Também é imprescindível garantir que o bebê esteja confortável no assento do carro alugado para as longas jornadas estrada adentro.

Dica de ouro

Guia brasileira na Islândia
Essa é a Erika – muito carinhosa com Edu

Aqui eu quero aproveitar par deixar uma dica de ouro e também uma opção que pode atender quem quer percorrer o país com uma guia brasileira. Conhecemos a Erika do instagram Islândia Expert e ela nos acompanhou em Reykjavik.

Uma pessoa incrível e que vive na Islândia à muitos anos. Ela oferece tours guiados tanto em Reykjavik quanto pela ilha toda. Assista a esse vídeo (LIVE ISLÂNDIA) e confira o que ela pode oferecer e como pode encaixa-la em seu roteiro.

Mas já te adianto; pelo menos um city tour em Reykjavi você PRECISA agendar com ela. E pode falar que é seguidor aqui do Turistando com a Lu que ela te fará um preço especial.

Alimentação Infantil na Islândia

Supermercado

Na Islândia você vai encontrar dois grandes supermercados: Bónus e Kroni e neles você pode comprar praticamente tudo que temos nos mercados do Brasil. Frutas, legumes, pães, queijos, iogurtes, biscoitos, carnes, papinhas de bebê, sucos, fraldas e leite em pó.

Dicas: compre iogurtes islandeses SKYR, Edu adorou e tem de vários sabores. As bananas frutas vermelhas (morango, mirtilhos e etc.) são super doces. E por fim, esses smooths que você vê na última foto são ótimos para lanchinhos no carro entre um passeio e outro.

Restaurantes

Restaurantes na Islândia são caros pra começar a conversa, então nós não abusamos muito, achamos melhor comprar comida no mercado e comer no hotel. Mas fomos em alguns e pudemos encontrar áreas kids e menus infantis, como por exemplo no Sea Baron em Reykjavik (foto abaixo).

Vou deixar uma listinha de lugares em Reykjavik que considero serem adequados para ir com crianças e os devidos links, assim vocês podem se planejar.

  • Sea Baron – especialidade é espetinhos de frutos do mar e sopa de lagosta, tem área kids (foto).
  • Flóran Garden Bistrô – é um bistrô localizado no jardim botânico da cidade com mesas na área externa. A comida não é super kids friendly mas o ambiente sim.
  • Hlemmur Matholl – um espaço aberto com diversos restaurantes em estilo food truck interno digamos assim.
  • Vladís Icecream – não é um restaurante em si mas com crianças que já podem comer doces, uma parada imperdível é a sorveteria Vladís.

Nossa estratégia de alimentação para crianças na Islândia

Basicamente nós oferecíamos um café da manhã bem reforçado pro Edu com ovos, frutas, iogurte e pão ao invés de oferecer o leite. Para o almoço que sempre acontecia na rua durante os passeios, nós levávamos uma lanche com queijo, biscoitos e uma dose extra de leite.

Pra fechar, voltávamos pro hotel a tempo do jantar pra fazer um macarrão, ou dar uma comidinha dessas prontas que é só aquecer. Algumas levamos daqui, outras compras na França e por lá no supermercado. Também compramos iogurte Skir, frutas e biscoitos no mercado e deu tudo certo.

A única coisa que recomendo você levar daqui é o leite em pó caso seu filho/a ainda tome e alguns potinhos de comida Da Vovó Papinhas com arroz e feijão caso sua viagem seja muito longa. Nós fizemos isso e nos últimos dias foi ótimo pois trouxe um pouco de conforto pro Edu depois de dias fora de casa comendo “outros sabores”.

Você também pode comprar arroz, legumes e carne no mercado local e cozinhar, é uma alternativa interessante porém que demanda tempo e hotéis que ofereçam essa infra.

Leia mais: Alimentação infantil em viagens, manual completo.

alimentação infantil na Islândia
Edu e seu companheiro Buzz no café da manhã em Reykjavik

Água

A água na Islândia é a mais pura do mundo, a água da torneira mesmo. É um orgulho nacional e todo mundo bebe dela, tanto que você só encontra água com gás no supermercado. Nós tomamos água da torneira a viagem toda, fizemos as mamadeiras do Edu com ela e deu tudo certo.

Leve uma garrafinha para carregar a água consigo para os passeios. Em restaurantes você pode pedir água que eles oferecem gratuitamente.

Leia mais: Mala de viagem para bebês e crianças – completa e compacta

Roupas e Acessórios para ir a Islândia com crianças

A Islândia é um país frio, mesmo no verão, então é essencial se preparar e mais importante ainda, preparar as crianças para essa aventura. Mas não se preocupe pois não é nada de absurdo que você precisa comprar para sua viagem.

Primeiro passo é verificar a média de temperatura que você pegará durante sua visita a Islândia. E faça isso diretamente no site oficial VEDUR pois é a fonte mais confiável e acurada sobre meteorologia por lá. Com essa informação em mãos, considere o seguinte:

Temperaturas entre 5 e 10 graus:

  • Calça segunda pele
  • Calça mais que te (flanelinha ou fleece)
  • Body manga longa
  • Blusa fleece ou moletom (prefiro a fleece pois é leve e esquenta mais)
  • Jaqueta grossa de preferência com touca e de zíper (mais fácil pra abrir e fechar)
  • Touca de preferência essa da foto que cobre as orelhinhas
  • Luvas especiais para neve
  • Bota impermeável e mais quente com meia grossa é IMPORTANTÍSSIMO!
  • NÃO recomendo cachecol pois a criança se irrita demais. Com toda essa roupa acima não precisa de cachecol.

Temperaturas abaixo de zero e neve:

Considere a mesma lista acima + os itens abaixo:

  • Calça segunda pele
  • Macacão sem manga impermeável e com forro quente (@seubabydoo )

Compramos todos esses itens em duas lojas: Decathlon Brasil & Seu Baby Doo, melhores preços e condições. Apenas a botinhas que deixamos para comprar lá na Europa assim que chegamos na França mas poderíamos ter comprado aqui em uma dessas duas lojas citadas.

Aproveite os cupons de desconto que conseguimos para leitores com a Seu Baby Doo:

  • TURISTANDOCOMALU10 para 10 reais off em sua compra
  • TURISTANDOCOMALUVIP para 10% off em pedidos acima de R$250.00

Encontre no site da DECATHLON Brasil as melhores roupas de inverno para viajar com bebês e crianças

Hotéis perfeitos para ir a Islândia com crianças

hospedagem com crianças em Vik
Nosso hotel em Vik: vista fantástica e mini cozinha

Reykjavik

A cidade de Reykjavik tem muitos hotéis bons, inclusive opções com copa e mini cozinha. O problema dela são os preços altíssimos e a demanda que consome as boas opções (boas, bonitas e baratas) rapidamente. Então minha recomendação é escolher um dos que vou listar abaixo e já reservar já!

Confira aqui a lista com todos os hotéis e pousadas de Reykjavik

  • Hotéis com mini cozinha:
    • Reykjavik Residence Apartment Hotel – lindo, bem localizado e diárias em média U$300
    • Kvosin Downtown Hotel – também é super lindo e bem localizado, diárias em média U$350
    • Hotel Frón – esse foi o que mais gostamos enquanto pesquisávamos mas, ele se esgotou antes de realizarmos a reserva. Localização ótima, preço excelente e muito espaçoso.
  • Hotéis tradicionais:
    • Midgardur by Center Hotels – hotel 4 estrelas bem conceituado, localização excelente, spa, sauna e um ótimo café da manhã. As diárias variam de U$250 a U$340 dependendo da temporada.
    • Icelandair Hotel Reykjavik Natura – esse hotel seria nossa opção de hotel tradicional caso as diárias não estivessem tão altas na data de nossa viagem. Localização muito boa, quarto espaçoso, café da manhã muito bem recomendado, piscina coberta e aquecida (quem viaja com crianças sabe o valor de uma piscininha né rsrs). O preço das diárias variam MUITO, por isso vale ficar bem de olho, quando fomos estava na faixa de U$350 mas já cheguei a ver preços como U$150 pelo Booking.
    • Skuggi Hotel by Keahotels – esse foi o hotel que nos hospedamos (veja mais fotos abaixo), ele é pequeno, confortável, bem localizado e com café da manhã excelente. Tem estacionamento no local e fica ao lado de um mercadinho. Diárias em media de U$150 na alta temporada, achamos o custo benefício excelente!

  • Hotel pertinho do aeroporto:
    • Airport Hotel Aurora Star – esse hotel fica praticamente dentro do aeroporto de Keflavik, nós fomos caminhando tranquilamente. Recomendo a hospedagem aqui unicamente para o dia da partida caso seu voo saia muito cedo. Foi o nosso caso, voo saia as 6am, então optamos por devolver o carro na noite anterior e descansar aqui.

Vik

Vik é a cidade base para quem deseja explorar a Costa Sul e um pouco do Oeste. Saindo de Reykjavik até chegar em Jökulsárlón é uma pernada longa, portanto o ideal é parar uma ou duas noites em Vik.

Por lá nos hospedamos em um dos melhores hotéis que já ficamos até hoje! Um quarto lindo, amplo, com mini cozinha toda moderna, o banheiro espaçoso e também todo moderno, uma ante sala e AQUELA VISTA! Vejam as fotos abaixo e me contem o que acharam.

Nós indicamos com veemência o Black Beach Suits em Vik, nossa experiência foi incrível! Não vimos a aurora boreal dele por que ela realmente não quis dar as caras enquanto estivemos por lá mas, ele tem as condições perfeitas pra você aprecia-la com tranquilidade.

Esses são os quartos do Black Beach Suites em Vik – demais né?

Destaco outros dois hotéis em Vik que também são excelentes em termos de localização e infraestrutura:

Confira aqui a lista com todos os hotéis e pousadas de Vik

Akureyri

Akureyri é a cidade mais ao norte do país. É a terceira base para quem quer dar a volta toda na ilha e percorrer a a famosa Ring Road. Nela eu recomendo dois hotéis que pretendemos nos hospedar na próxima viagem para a Islândia, quando tivermos mais tempo para percorrer o país todo.

Em Akureyri destaco o Icelandair Hotel Akureyri que é um excelente hotel, com infra impecável, preço ótimo (diárias na faixa de U$150) e ótima localização.

Confira aqui a lista com todos os hotéis e pousadas de Akureyri

O que fazer com crianças na Islândia

Sugiro você organizar a sua viagem até a Islândia com crianças de acordo com a quantidade de dias que tem disponível. Essa dica é para atender as demandas da criança e poder visitar as atrações com calma. E como mencionei acima, o fator frio os cansa mais e demanda mais tempo nosso para se preparar, trocar fraldas e etc.

Alguns destaques que Edu, mesmo pequeno AMOU de paixão:

  • Blue Lagoon
  • Os cavalos do Golden Circle
  • Brincar na neve
  • Jökulsárlón (praia de gelo)

Leia mais: Viagem para Inglaterra; dicas, roteiros e muito mais

Roteiro Islândia com crianças – de 7 dias de viagem

Jokulsarlon, praia de gelos
Jokulsarlon – a famosa geleira com a praia de gelos a frente

Veja abaixo o que recomendo em cada dia, já estou incluindo a opção de tour guiado e ingressos quando acho necessário. A Blue Lagoon por exemplo, você pode ir de carro, a sugestão do tour é apenas caso você queira beber um vinhozinho por lá.

  • Dia 1: City Tour em Reykjavik
  • Dia 2: Blue Lagoon (bate e volta)
  • Dia 3: Golden Circle (bate e volta)
  • Dia 4: De Reykjavik para Vik parando nas atrações abaixo (veja aqui o mapa):
    • Gljufrabui, Þórsmerkurvegur
    • Seljalandsfoss Waterfall (você vê por trás)
    • Skógafoss Waterfall
    • Solheimasandur Plane Wreck
  • Dia 5: Vik para visitar as atrações abaixo e curtir a cidade e o hotel (mapa aqui):
    • Dyrhólaey Arch
    • Reynisfjara Black Sand Beach
    • Fjaðrárgljúfur
    • Kirkjubæjarklaustur Fiordes
    • Svartifoss
  • Dia 6: Jökulsárlón (bate e volta)
  • Dia 7: livre em Vik ou em Reykjavik

Lembre-se que 1/2 período no dia 1 e no dia 7 serão dedicados a voltar pro aeroporto e que você precisará de mais dois dias de férias para chegar até lá e voltar pro Brasil. Para caçar a aurora, caso seja temporada, recomendo tentar TODAS as noites, sim, todas as noites.

Nós tentamos quase todas as noites e ainda assim não vimos, portanto, tentar todas as noites é super importante. Todas rsrs, até mesmo no dia que você chega por lá. Cada uma das atrações mencionadas acima pode ser melhor compreendida se você ler nosso texto completo sobre a Islândia.

Leia mais: Chip de internet na Europa – qual o melhor

Roteiro Islândia com crianças 12 dias de viagem

Islândia com crianças
Pelas ruas de Reykjavi

Se você tem 15 dias para curtir o país, aí sim recomendo fazer a ilha toda (ring road). Dá pra fazer em 7 dias? Sim. Com crianças? Não recomendo. Reitero o que falei anteriormente, com criança o ritmo precisa ser mais lento pois Islândia nos cansa em virtude do frio, dos longos deslocamentos e etc.

  • Dia 1: City Tour em Reykjavik
  • Dia 2: Blue Lagoon (bate e volta)
  • Dia 3: Golden Circle (bate e volta)
  • Dia 4: De Reykjavik para Vik parando nas atrações abaixo (veja aqui o mapa):
    • Gljufrabui, Þórsmerkurvegur
    • Seljalandsfoss Waterfall (você vê por trás)
    • Skógafoss Waterfall
    • Solheimasandur Plane Wreck
  • Dia 5: Vik para visitar as atrações abaixo e curtir a cidade e o hotel (mapa aqui):
    • Dyrhólaey Arch
    • Reynisfjara Black Sand Beach
    • Fjaðrárgljúfur
    • Kirkjubæjarklaustur Fiordes
    • Svartifoss
  • Dia 6: livre em Vik
  • Dia 7: Vik para Jökulsárlón parando em Hofskirkja & Fjallsárlón Glacial Lagoon – dormir em Hofn
  • Dia 8: Hofn para Myvatn para conhecer Dettifoss e Krafla (esse é um longo trajeto)
  • Dia 9: Myvatan para conhecer:
    • Hverir
    • Namaskard
    • Myvatan Natural Baths
    • Góðafoss
  • Dia 10: Akureyri – dia livre
  • Dia 11: de Akureyri para Keflavik (aeroporto) parando em:
    • Grundarfjörður
    • Snæfellsjökull
  • Dia 12: Caso você queira, ainda pode passar mais um dia em Reykjavik

Esse roteiro acima é bem completo e especial para crianças, eu não recomendo ficar muitos outros dias exceto se você agregar atividades relaxantes. Por exemplo, no dia 9 você poderia remover a Myvatan Natural Baths e adicionar um dia para visita-la e curtir o hotel apenas, assim como fiz em Vik.

Leia mais: Lisboa com crianças – o que fazer, roteiro e tudo que precisa saber

Islândia com crianças
Edu amou essa viagem!

Bom pessoal, acho que é isso! Qualquer dúvida é só me chamar pelo instagram ou deixar um comentário nesse post. Aproveitem a Islândia <3

Salve esse artigo em seu Pinterest:

Leia mais e se inspire com destinos e roteiros aqui no blog

[thrive_leads id='23038']

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.