Mala de viagem para bebês – compacta e completa

Última atualização em

Como montar uma mala de viagem para bebês que seja completa e sem excessos?

Sabemos quantas coisas são necessárias carregar conosco para se locomover de lá pra cá com nossos filhotes, uma mala de viagem de bebês exagerada é a última coisa que queremos. Mas também não dá pra esquecer de nada pra não encarar contratempos desnecessários no destino. Já pensou esquecer o leite em pó em uma viagem internacional?

Bebês têm direito a despachar malas?

Bebês de até dois anos não pagam passagem completa, pagam apenas taxas de embarque ou uma pequena porcentagem da passagem em alguns destinos. Contudo, bebês têm direito SIM a despachar uma ou até duas malas dependendo da companhia aérea. Veja a regra de algumas delas abaixo:

AZUL – 1 de 10kgs

GOL 1 mala de 10kgs

LATAM não inclui bagagem para bebês, mas você pode comprar

Então, como montar essa mala de viagem do bebê? Vamos separar o tema em duas frentes: mala de despachar & mala de mão. Mesmo que sua viagem seja de carro, vamos considerar a mala de mão com itens que são essenciais ao longo do deslocamento. E outra (despachada) que vai no porta-malas do carro e será aberta apenas no destino.

Check-list para mala de mão:

  • Documentos – RG, certidão de nascimento ou passaporte.
  • Carteira de vacinação.
  • Apólice do seguro viagem – super importante, veja aqui como comprar seguro viagem para bebês.
  • Carrinho de bebê e/ou sling – usar o carrinho em aeroportos sempre foi (e tem sido) bem mais prático do que o sling por aqui. Eu uso muito o sling em viagens (item indispensável) mas, especificamente em aeroportos não gosto. Acho complicado ficar colocando e tirando o Edu do canguru para passar no raio x, trocar fraldas etc. E Edu é bem acostumado a passear de carrinho, fica tranquilo por um bom tempo, desde que esteja em movimento (eu fico andando pelos gates rs). Mas tenho relatos de mamães que preferem o sling do que o carrinho. Em sua primeira viagem com o bebê leve os dois pra testar.
  • Fraldas para o tempo de deslocamento – se for avião leve 2 extras pois a pressurização pode fazer o bebe evacuar mais vezes.
  • Saquinhos para descartar a fraldas usadas – evitar que o cheirinho fique intenso no banheiro 🙂
  • Trocador de fraldas portátil – pode ser o mesmo que você carrega na mala maternidade. Aviões tem trocadores mas não tem papel toalha para colocar sobre, como acontece em shoppings.
  • Pomadas para assaduras – caso seu voo seja internacional ela precisa ter menos de 100grs.
  • Lencinhos umedecidos de bumbum – se você usa algodão em casa, sugiro testar uma ou duas marcas antes. Acho mais prático usar o lencinho em viagens do que a garrafinha de água quente e algodão. Você vai usar apenas uma ou duas vezes, penso que isso não vai atrapalhar tanto.
  • Lencinhos umedecidos para limpar as mãos, brinquedos e chupetas que caem no chão – eu amo esse item! Ele é surreal de bom rs, principalmente quando os bebês começam a crescer e querem colocar as mãos em tudo. Eu uso esse lencinho da Babyganics que também serve para limpar a pele do bebê e pode ser descartado no vaso sanitário.
  • Paninho de boca – para eventuais imprevistos (regurgitação, vômitos e para alimentação). Depois que passou a fase das regurgitações, passei a levar apenas os lencinhos umedecidos mencionados acima.
  • Farmácia do bebê – veja a lista completa mais abaixo.
  • Leite em pó & água – caso o bebê não mame no peito. Leve sempre doses extras para estar segura/o caso imprevistos aconteçam.
  • Papinha ou comida & frutas – se o seu bebê já entrou na fase da alimentação e o deslocamento acontecer durante o horários das refeições você vai precisar levar as comidinhas dele/a. Eu gosto de levar o almoço e/ou jantar já aquecidos em potes térmicos, facilita muito pois você pode oferecer a comida em qualquer lugar (carro, sala de embarque etc.). Para as frutas eu sempre levo banana que é bem prática, ensinei o Edu a morde-la em pedacinhos pequenos e têm sido sucesso por aqui. Uma informação relevante é que, dentro do avião, as comissárias só conseguem aquecer as papinhas ou comidinhas em banho maria e demora um pouco.
  • Tablet e brinquedos para distração – principalmente em voos longos e diurnos. No carro os bebês tendem a dormir grande parte do trajeto com o balanço da rodovia. Mas durante os voos, eles ficam bem agitados, você pode tentar oferecer o peito ou mamadeira para induzir uma soneca e isso funciona quase sempre. Mas pense em um voo diurno de 9 horas 🙂 Ele/a vai dormir algumas sonecas mas vai querer brincar bastante também.
  • Duas ou três trocas de roupas para o bebê – dependendo do tempo de voo e/ou deslocamento.
  • Uma blusa extra para o papai, mamãe ou quem estiver acompanhando o bebê – acidentes acontecem 🙂 Já vivi essa experiência na prática, fui das Bahamas para Orlando com uma blusa virada ao avesso e fedidinha rs. Não ignorem esse item.
  • Chupeta – caso seu bebê use chupeta ela ajudará muito com as dores de ouvido que podem (ou não) aparecerem durante os pousos e decolagens. No carro ela vai ajudar o bebê cair no sono mais rapidamente.
  • Mantinha – o ar condicionado do avião ou do carro podem ser fortes demais pro bebê.
  • Água – o ar condicionado resseca a boquinha do bebê, então ofereça bastante água durante a viagem.

O que pode e não pode ir na mala de mão?

Tudo que é relacionado a alimentação do bebê (água, comida e leite em pó) está autorizado em TODAS as companhias aéreas e em TODOS os destinos mundo afora.

Pontos de atenção:

  • Alguns destinos fazem uma inspeção dos produtos no momento do embarque, isso acontece nos Estados Unidos por exemplo.
  • Também há destinos no qual você pode embarcar com alimentos em mãos porém não pode desembarcar com eles.

Ou seja, se você está levando almoço, jantar e duas frutas pro seu bebê de São Paulo a Orlando e seu bebê não consumir tudo ao longo do voo. Antes de sair da aeronave descarte o que sobrou. Palavras de quem perdeu duas horas no aeroporto explicando o que uma maçã estava fazendo em minha mala de mão.

Pomadas e remédios devem seguir as regras tradicionais de líquidos em bagagens de mão, não deve ultrapassar de 110grs ou 100mls em voos internacionais.

Farmácia do bebê que vai na mala de mão:

  • Termômetro
  • Seringa para limpeza nasal e soro fisiológico (caso o bebê use)
  • Lencinhos de nariz
  • Remédios:
    • Anti térmico,
    • Clic calm ou camomilina para acalmar caso o bebê fique muito agitado,
    • Rhidrat em saquinho, caso o bebê tenha uma crise de vômitos, você pode fazer um hidratante que é como soro (algumas pessoas conhecem por pedialyte)
    • Anti alérgico – caso o bebê use. Edu toma Alegra para acalmar quando tem crises de tosse, eu sempre levo comigo pois no avião elas ficam mais intensas,
    • Pomada para picadas – apenas se seu bebê for alérgico para evitar crise de coceiras.

Tente levar os itens acima nas quantidades necessárias para não faltar mas também para evitar peso desnecessário na mala.

Check list para mala de despachar:

  • Sabonete e/ou shampoo.
  • Banheira inflável (caso o hotel não forneça banheira).
  • **Lençol e toalha – apenas se o seu hotel não fornecer, caso contrário é peso desnecessário. Em todas as nossas experiências com o Edu, esses itens estavam sempre super limpinhos e cheirosos, especiais para crianças.
  • Cueiros – pelo menos um para cada dois dias de viagem se o seu bebê tiver até um aninho. Depois você não usará mais. Usei muito para cobrir as perninhas do Edu em restaurantes mais gelados, proteger de uma chuvinha leve e nas crises de vômito que ele teve na Disney.
  • Paninhos de boca – um para cada dois dias de viagem, principalmente se ele/a estiver na fase de regurgitação ou de introdução alimentar.
  • Inalador – caso o bebê seja alérgico e use com frequência.
  • Chupetas, prendedor e porta chupetas.
  • Brinquedinhos e mordedores extras – para garantir s distração do bebê ao longo da viagem e principalmente enquanto papai e mamãe se trocam.
  • Carrinho & sling – já falei na checklist de mala de mão sobre eles 🙂 Em viagens eu uso MUITO os 2, Edu fica bem no sling e faz sonecas no carrinho.
  • Guarda chuvas pra você e pro carrinho – ou capa de chuva pro carrinho.
  • Bomba de leite com mamadeiras – eventualmente você vai querer tomar um vinhozinho e a bomba pode ser sua melhor amiga neste caso.
  • Leite em pó caso – leve para o tempo da viagem e um pouco extra. Alguns bebês estranham a comida e podem ficar a base de leite (aconteceu conosco). Ou você pode precisar de uma ou duas mamadeiras extras para ajudar o bebê que passou o dia turistando a cair no sono.
  • Comida, papinha e potes térmicos – eu gosto de levar de casa as comidas que Edu já está acostumado. Também recomendo levar extras e biscoitos que o bebê goste. Mas atenção pois em destinos internacionais há regras específicas pra cada país. E os potes térmicos estão sempre conosco.
  • Mamadeiras, detergente e esponja de mamadeiras + um guardanapo – eu sempre levo esse kit, mesmo que o hotel tenha copa do bebê. Dessa maneira você tem flexibilidade de lavar os utensílios no quarto se precisar. Quando o bebê já come eu levo 2 guardanapos, um pra colocar sobre a pia e outro pra enxugar os potinhos e talheres.
  • Escova e pasta de dentes do bebê.
  • Escova de cabelo e perfume – eles merecem estar lindo/as e cheiroso/as né?
  • Repelente e protetor solar.
  • Roupinhas:
    • Inverno:
    • Calça + body de manga longa ou camiseta + meia (3 conjuntos por dia de viagem)
    • Calçados
    • Moletom, coletinho e/ou jaqueta quentinha
    • Se estiver viajando para um destino muito frio não se esqueça de levar: luvas, toquinha e cachecol
    • Verão:
    • Bermuda + body manga curta ou camiseta (3 conjuntos por dia de viagem)
    • Tênis e chinelo
    • Sunga e fralda de piscina (ou sunga reutilizável para piscina)
    • Camiseta de piscina
    • Toquinha
    • Independente da estação:
    • Roupinhas para sair a noite (mais arrumadinhas)
    • Pijamas (1 ou 2 por dia de viagem)
    • 2 ou 3 conjuntinhos de roupas se couber na mala, por precaução
mala de viagem para bebês
Malinha do Edu em sua primeira viagem aos 4 meses
mala de viagem para bebês
Passeando de carrinho com o Edu na Praia do Forte – Bahia – foto Lu
mala de viagem para bebês
No Canguru em Foz do Iguaçu pra chegarmos até as Cataratas – foto Lu
mala de viagem para bebês
Essa é a toquinha e camisetinha que recomendo pra piscina e praia – foto Lu
mala de viagem para bebês
Trocando fraldas na Disney – uma dica: se você está indo para um destino no qual vai comprar pomadas, roupinhas e etc. Não leve tudo de casa, considere os itens que vai comprar lá – foto Lu
mala de viagem para bebês
Roupas de cama do Edu super cheirosas em Águas de São Pedro – foto Lu

O que pode ou não pode ir na mala de despachar?

As regras são as mesmas para a mala de um adulto: não podem itens cortantes, explosivos etc. Em relação a alimentação, quem define o que entra ou não na mala de despachar é o destino que você visitará.

Por exemplo, nos Estados Unidos, a regra é basicamente levar produtos industrializados E DECLARAR ao entrar no país. Esse site do TSA lista tudo o que entra ou não na mala de despachar e de mão. Veja por exemplo que, não é permitida a entrada de carnes porém Baby Food sim.

Baby Food

  • Carry On Bags: Yes
  • Checked Bags: Yes

Baby food is allowed in reasonable quantities in carry-on bags. Remove these items from your carry-on bag to be screened separately from the rest of your belongings. Please see traveling with children for more information.

Bebê conforto e assento de carro:

Não coloco esses itens na minha lista pois acho muito desperdício leva-los. Geralmente as companhias aéreas permitem levar ou o carrinho de bebê ou um desses itens. Se você vai alugar um carro já consider alugar com eles, muito melhor do que ficar sem o carrinho de bebê.

E outro ponto, se o seu carrinho tem o bebê conforto acoplado, ele pode ir com você até a porta da aeronave para bebês de até 23 meses. Veja meu texto abaixo:

Carrinho de bebê em aviões – tudo que você precisa saber

mala de viagem para bebês
E não se esqueça do passaporte 🙂

Bom pessoal, acho que é isso. Essas são minhas dicas para uma mala de viagem de bebês completa e compacta. Se você tem alguma dica ou experiência para compartilhar, me conta ali nos comentários.

Leitura complementar:

Viajando com bebês – guia de sucesso com 12 dicas práticas

Passaporte de bebês e crianças – passo a passo completo

Seguro viagem para bebês – vale a pena comprar?

Viagem com bebês – manual completo para o SUCESSO dessa aventura

Salve esse artigo em seu Pinterest:

mala de viagem para bebês
 

Planejando sua viagem em parceria com o blog:

bookingReserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis

Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom TURISTANDO5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto. 

cxbncv7e0ug4s8cAluguel de carro no mundo todo, com descontos de até 60%, em 12x sem juros e sem cobrança de IOF através da RentCars. Ela compara todas as operadoras atuantes de seu destino oferecendo melhores tarifas e condições. Flexibilidade e segurança para suas próximas Road Trips

Get Your Guide é uma opção que tem TUDO para sua viagem e com melhores preços; tours privados, transfers, ingressos fura filas, experiências e muito mais. Só o ingresso? Eles tem! Ingresso com transporte? Eles tem! Uma experiência completa por determinada região? Eles tem!

viator Tours guiados e privados, transfers e ingressos com a Viator Tours. Sua viagem toda organizada e independente com a Viator, a maior parte dos passeios são privados ou pequenos grupos, saída e retorno do seu hotel incluindo ingressos e transporte. Experiência completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.