Enoturismo, Novidades, Rio Grande do Sul, Vale dos Vinhedos

Vinícolas do Vale dos Vinhedos na Serra Gaúcha – lista completa!

Last Updated on 30 de abril de 2021 by Luciana de Campos Assis

Aqui falaremos sobre as Vinícolas do Vale dos Vinhedos, sobre a Rota da Uva e Vinho e sobre as demais regiões produtoras de vinhos na Serra Gaúcha. Uma das regiões mais lindas do Brasil e imperdível para amantes do Enoturismo.

Já estive diversas vezes por lá e sempre que possível volto (se pudesse voltaria todos os anos). São dezenas de vinícolas espalhadas por diferentes cidades da Serra Gaúcha e que tornam o destino infinitamente especial. Você vai encontrar desde pequenas produtoras familiares até grandes empresas como a Chandon.

Fique até o final deste texto e entenda, definitivamente, como funcionam as vinícolas do Vale dos Vinhedos e da Serra Gaúcha. É um texto longo mas essencial para que você possa entender plenamente a região e também possa, de fato, ter uma viagem incrível.

Leia mais: Vinícola Miolo e como é a visitação

Reuni aqui TODAS as informações de forma organizada pra você. Todas as informações que fui capturando ao longo de inúmeras viagens. Use o menu abaixo para ir diretamente a algum tópico caso ache necessário.

Vinícolas Vale dos Vinhedos – entendendo a região

vinícolas do Vale dos Vinhedos
Vinícola Casa Valduga – foto Lu

Antes de selecionar quais as vinícolas do Vale dos Vinhedos você irá visitar, é preciso entender a região. E aqui quero começar trazendo um visão que extrapola a região territorialmente marcada como Vale dos Vinhedos.

O Vale dos Vinhedos é composto por 3 cidades:

  • Bento Gonçalves
  • Garibaldi
  • Monte Belo do Sul

Mas por que quero extrapolar essa barreira geográfica? Você certamente já ouviu falar da Casa Perini como uma vinícola do Sul do Brasil certo? A maioria das pessoas pensa que ela está no Vale dos Vinhedos porém ela fica fora. Mas ela (Casa Perini) merece SIM uma visita sua quando for até a Serra Gaúcha.

Bom, vamos começar falando sobre a DO Vale dos Vinhedos. Qualquer vinho que seja produzido nestas três cidades recebe, inclusive, um selo de Denominação de Origem, assim como o champanhe na França, você encontra mais detalhes no site oficial da Embrapa. Foi a primeira região do Brasil a receber esse reconhecimento geográfico.

Veja no mapa abaixo todas as regiões (ou as principais) produtoras de vinho ao redor do Vale dos Vinhedos.

Vinícolas do Vale dos Vinhedos
Fonte Google Maps

Certo, agora quando falamos na Rota da Uva e Vinho da Serra Gaúcha, além de ultrapassar a barreira geográfica das 3 cidades acima, ela também comtempla muitas experiências distintas e outros roteiros. Como por exemplo o Passeio de Trem Uva e Vinho que desembarca na cidade de Carlos Barbosa.

Também é importante saber que, a região oferece outras rotas turísticas além da rota enoturística, vou lista-las abaixo. O que quero que tenha em mente é que, se bolar um bom roteiro, consegue desfrutar de atrações presentes em todas elas.

  • Caminhos de Pedra
  • Vale do Rio das Antas
  • Rota Rural encantos da Eulália
  • Cantinas Históricas – uma das melhores rotas para amantes da gastronomia e culinária italiana

Ou seja, a região turística da Serra Gaúcha vai muito além das Vinícolas do Vale dos Vinhedos como puderam perceber. Aqui, neste texto eu vou listar as principais vinícolas do vale dos vinhedos e de outras cidades que compõem a região dos vinhos no Rios Grande do Sul.

Quero que você tenha pleno conhecimento delas e faça suas escolhas para que seu roteiro seja perfeito!

Há muitas pessoas que aproveitam uma viagem ao Rio Grande do Sul e incluem Gramado e Canela em seu roteiro. Acho super válido, eu mesma fiz isso algumas vezes, só vale lembrar que você precisará de mais dias de viagem ok?

Para roteiros recomendo a leitura dos textos abaixo que são focados em cada região específica:

Bento Gonçalves – Via Trento

vinícolas vale dos vinhedos
Vinhedos da Casa Valduga – foto Lu

A rota enoturistica principal do Vale dos Vinhedos é dividida em duas rodovias que podem ser percorridas facilmente em dois dias. Aqui falaremos das vinícolas localizadas na Via Trento, minha sugestão de rota para um dia de viagem.

  • Vinícola Barcarola: produção familiar, pequena e histórica. Seus principais vinhos são da uva Tannat, vale uma passadinha rápida por ela.
  • Vinhos Larentis: a Larentis é uma vinícola completa para o enoturismo, ela oferece visitas guiadas com opções de piquenique nos vinhedos, degustações e até mesmo uma colheita noturna. Faça o agendamento de sua experiência com antecedência e reserve tempo para conhece-la.
  • Casa Valduga: a Casa Valduga é minha paixão! Então sou suspeita para falar, mas acredito que ela oferece as melhores opções de enoturismo da região. Cursos, degustações, passeios guiados, pacotes de final de semana para a festa da vindima e até a experiência de fazer seu próprio vinho. Vale demais!
  • Dom Cândido: uma vinícola menor mas com muito potencial. Os vinhos são excelentes, ela oferece passeio guiado, degustações e para quem viajar com crianças ela é excelente pois oferece uma volta de trator pelas parreiras.
  • Vinhos Titton: também é uma vinícola pequena e que vale uma passada rápida.
  • Vinícola e Pousada Terragnolo: além de conhecer a vinícola você também pode se hospedar por aqui. Tem uma área externa linda e vale uma passada rápida.
  • Vinícola Marco Luigi: imperdível! Localizada em um ponto especial do Vale dos Vinhedos, a Marco Luigi oferece tour guiado, degustações, piquenique pelas parreiras e um enogastrotour perfeito. Você também encontra um restaurante lindo e com pratos excelentes no loca.

Dicas para essa rota:

Não deixe de parar ao longo do caminho para apreciar a vista dos inúmeros mirantes, em especial o que fica próximo ao restaurante Giordani Gastronomia Cultural.

Dedique bastante tempo a Casa Valduga, como já disse anteriormente, há muito o que fazer por lá. Almoce no restaurante Maria Valduga que fica no mesmo espaço da vinícola e feche o dia na Osteria Del Valle.

Leia mais: Pousada Casa Valduga e a festa da Vindima na Serra Gaúcha

Hospedagem na Via Trento:

Bento Gonçalves – Via RS-444 (Rodovia do Vinho)

vinicolas do vale dos vinhedos
Vinícola Dom Eliziario – foto Lu

Essa é a principal rodovia do Vale dos Vinhedos, conecta Monte Belo do Sul a Bento Gonçalves e também dá acesso a rodovia RS-470 que chega em Garibaldi. Reserve um dia completo para percorre-la focando exclusivamente em Bento. Para Monte Belo do Sul e Garibaldi você precisará de mais um dia.

  • Dom Eliziario*: uma vinícola especial! Pequena, moderna e com os melhores vinhos de guarda da região! Quem te receberá, certamente, será o Eliziario e bater um papo com ele é muito especial. Você pode fazer uma aula de aromas, degustação e passear pelas parreiras cercadas de lavanda.
  • Cave de Pedra: a arquitetura da Cave de Pedra é sensacional! Parece um castelo antigo. Aqui você poderá fazer uma visita guiada com degustação & uma degustação às cegas bem interessante.
  • Lídio Carraro: uma vinícola familiar e que produz vinhos de altíssima qualidade. Turistas são recepcionados na antiga casa da família e podem realizar dois tipos de degustações.
  • Miolo: é a principal vinícola desta rota, digamos assim. Oferece um tour guiado e diferentes degustações. A Miolo também conta com um Wine Garden ótimo para curtir um fim de dia a céu aberto.
  • Cave do Sol: vinícola pequena e que merece um passada rápida pela qualidade dos vinhos, especialmente os brancos que são ótimos.
  • Vinícola Almaunica: uma bela vinícola também com degustações. O espumante feito 100% a base de chardonnay é uma excelente pedida por aqui.
  • Vinícola Torcello: outra vinícola que merece uma passagem rápida, em especial para visitar a fonte de vinho tinto em sua entrada.
  • Aurora: é a última vinícola desta rota e já um pouco afastada, quase entrando na rota de Garibaldi. Ela não está localizada a beira dos vinhedos e a visita é toda pela fábrica (dá facilmente para deixar de fora do seu roteiro).

*Note que a vinícola Dom Eliziario está aqui e pode ser vista no dia que você percorrer essa rota, ponto de partida na verdade. Mas também pode ser vista no dia que você percorrer as vinícolas e cantinas de Monte Belo do Sul em virtude de sua localização.

Leia mais: Vinícola Miolo e como é a visitação

Hospedagem na Rodovia do Vinho:

Bento Gonçalves – Rota RS-431

Dal Pizzol
Dal Pizzol – foto divulgação

Um pouco mais pra cima da rota oficial do Vale dos Vinhedos, na RS-431 estão duas vinícolas que valem muito a pena a visita: Dal Pizzol & Cristofoli. A Dal Pizzol por exemplo é um complexo lindo, com jardim, lago, enoteca e muitas atrações a céu aberto.

A Cristofoli é uma vinícola familiar cheia de história, carinho e que oferece experiências personalizadas. O ambiente é lindo e com uma vista incrível. No caminho entre elas, você também pode passar pelas vinícolas Monte Rosário & Vistamontes.

Garibaldi

Garibaldi é uma extensão da rota RS-444 em Bento Gonçalves. Basta pegar a rodovia RS-470 no final da RS-444 e logo você estará no coração da cidade. Recomendo visitar 3 vinícolas, e aqui estamos falando de produtoras de espumantes, majoritariamente.

  • Chandon: a icônica Chandon produz espumantes no Brasil desde 1973. É preciso agendar a visita pelo site e recomendo muito. Fique atento aos dias e horários de abertura, ela é mais restrita.
  • Cooperativa Garibaldi: os espumantes Garibaldi são excelentes! Você pode participar de uma degustação as cegas, conhecer a fábrica e a loja.
  • Armando Peterlongo: a única vinícola brasileira que tem autorização para chamar espumantes de “champanhe'”. A visita é ótima, super instrutiva e dinâmica. Vale muito a pena! Também conta com um gramado verde para piqueniques e experiências. Quando estivemos lá, presenciamos uma sabragem no jardim seguida de degustação.

Dicas para essa rota:

Ela é bem curtinha e rápida de ser percorrida, pode facilmente ser feita no mesmo dia que você vai conhecer outras regiões. Se quiser unir com Monte Belo do Sul ou com Farroupilha, este dia fica perfeito.

A vinícola Chandon tem horários e dias de abertura bem restritos, verifique e agende no site com antecedência para não se frustrar.

Bem em frente a Cooperativa Garibaldi você encontra a loja de trufas Devoratta, uma passada nela é, sem sombras de dúvidas, imperdível.

Hospedagem em Garibaldi:

Leia mais: Onde ficar no Vale dos Vinhedos – Pousada Castello Benvenutti

Monte Belo do Sul

Monte Belo do Sul
Vinhos Casa Fantin – foto Lu

Monte Belo do Sul é praticamente uma extensão da cidade de Bento Gonçalves e vale muito a pena conhece-la. É toda (absolutamente toda) rodeada de vinhedos e conta com vinícolas pequenas carregadas de história.

Você pode começar a rota pela Dom Eliziario, que fica no final de Bento Gonçalves e seguir viagem conforme abaixo. Deixei para almoçar na Casa Fantin e sinta-se na Itália! A construção é uma réplica da casa da família italiana, as comidas são plantadas e preparadas todas ali e você será recebido com muito amor e carinho.

  • Dom Eliziario*
  • Vinícola Calza
  • Vinhos Faccin
  • Casa Fantin

Vinícolas Vale dos Vinhedos que ficam mais afastadas

Vinícolas do Vale dos Vinhedos

Pinto Bandeira é uma cidade conhecida pela produção de espumantes, como mencionei acima, é uma das regiões brasileiras em busca do selo de IP (indicação de procedência). Especialistas em vinho estão reconhecendo o potencial da região.

Pra quem deseja conhecer a região, agende visitas na Cave Geisse e na Vinícola Don Giovanni. Para hospedagem indico a Don Giovanni que além de vinícola também é uma linda pousada.

Farroupilha é conhecida como “terra do Moscatel” e também a cidade onde está da famosa Casa Perini, ganhadora de muitos prêmios no Brasil e no mundo. Acho essa uma região incrível para se aprofundar no enoturismo.

A Casa Perini oferece diversas opções de tour, incluindo um Bike Tour delicioso. Você também pode visitar a Vinícola Cave Antiga e realizar uma harmonização com chocolates.

Flores da Cunha & Caxias do Sul também são muito conhecidas pela produção de vinhos. Elas merecem alguns dias dedicados a elas, confira mais informações no site do Guia de Caxias do Sul.

Luiz Argenta, Salvattore, Viappiana, Venturini e Gazzaro são alguns destaques de vinícolas por essa região. Para hospedagem recomendo:

A Vinícola Don Guerino é muito visitada por ter uma vista incrível, uma história emocionante, vinhos de excelente qualidade e um restaurante com alta gastronomia. Ela fica em Alto Feliz, totalmente fora de todas as rotas mencionadas acima.

Mas ela está a apenas 30 quilômetros de Garibaldi. Lembram que a rota de espumantes de Garibaldi é um dia super tranquilo? Então, se você quer conhecer a Don Guerino tente coloca-la neste dia de rota por Garibaldi.

Conclusão sobre Vinícolas Vale dos Vinhedos

Bom pessoal, esse texto traz um guia completo das Vinícolas do Vale dos Vinhedos e de toda região ao redor. Se ainda surgirem dúvidas pode deixar aqui nos comentários ou me chamar pelo Instagram através do @lucamposassis ou @enoturismopelomundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.