Viagem com bebês – manual completo para o sucesso dessa aventura

Última atualização em

[ Viagem com bebês ] Entre dúvidas e incertezas, realizemos nossa primeira viagem com o Edu aos 4 meses de idade e foi fantástico!

Foi tão incrível que, desde então, nosso amor por viajar só cresce, uma viagem com bebês é muito mais fácil do que imaginávamos e infinitamente mais gostoso. Ver o brilho no olhar dele ao conhecer o mundo (o seu mundo) é simplesmente apaixonante. Vale o esforço de carregar carrinho, canguru, mala maternidade e tudo mais.

Passaporte de bebê e criança – passo a passo para tirar

Viajando com bebês – guia de sucesso com 11 dicas práticas

viagem com bebês
Família reunida na porta da aeronave e o Edu curioso, olhando pra tudo e pra todos <3
Esse foi o batismo de voo dele – Viracopos -> Porto Alegre – foto Lu

Antes x depois da IA (introdução alimentar):

Acho importante ressaltar que o tema “viagem com bebês” se divide em duas etapas: pré e pós introdução alimentar. Viajar com bebês enquanto só mamam (seja peito ou fórmula) é mais fácil e prático. Os bebês já estão acostumados com a rotina de mamar, a pausa pra alimentação (que é o leite) acaba sedo rápida e pode ser feita em qualquer lugar.

Mesmo que seja com fórmula, é só misturar o pó e a água. O único cuidado especial pra essa fase é levar o esterilizador de mamadeiras junto. Quem amamenta peito é mais fácil e prático ainda.

Outro ponto relevante em relação a esse tema, é ter o cuidado de não planejar viagens nas primeiras semanas de introdução alimentar. É uma fase completamente nova pro bebê e ele precisa estar em seu aconchego, tranquilo/a para entender e absorver tudo que está mudando.

Todas as demais dicas abaixo se aplicam para ambos os períodos.

Planejamento da viagem:

  • Pergunte ao seu pediatra se seu bebê está liberado para viajar e andar de avião.
    • Alguns pediatras não recomendam que bebês andem de avião antes dos 3 meses de idade para evitar danos no ouvidinho.
  • Escolha um destino que agrade aos pais e que seja adequado ao bebê. A viagem te que ser boa pra família toda.
    • Gosto de lembrar que essa é uma fase que mamãe e papai estão dormindo pouco e mais cansados em virtude da nova rotina da casa. Com isso, destinos de praia e lugares para descansar podem ser ótimas opções.
    • Pense em lugares que você terá condições de seguir a rotina do bebê e que também possa distrai-lo. Não estou dizendo pra ficar bitolada, flexibilizar a rotina é tranquilo. O que não acho legal é planejar uma viagem em que seu bebê fique o dia inteiro no carro por exemplo. Ou que não tenha condições de fazer nenhuma das sonecas.
  • Convide a família – a vovó, vovô, dinda e demais familiares podem fazer parte dessa aventura. Ale’m de ajudarem, garanto que viverão momentos inesquecíveis. Nós vivemos e registramos tudo (vejam as fotos mais abaixo).
  • Alugue um carro para não depender de transporte público e ter flexibilidade. Se a viagem for a Nova York, onde o transporte público é mais eficiente que os carros, desconsidere essa dica. Mas no geral, o carro vai facilitar muito com a logística e em manter (mais ou menos) a rotina do bebê. Falarei mais sobre esse tema logo abaixo.
  • Não planeje sua viagem para a semana de vacinação. As picadinhas tendem a dar reação (febre, dorzinha e canseira). Claro que é diferente de criança para criança, mas por exemplo, Edu teve febre por cerca de 5 dias após a vacina até o quinto mês.
  • Escolha um hotel confortável, com disponibilidade de berço e banheira. Caso o bebê tome mamadeira ou já tenha entrado na alimentação, facilita demais reservar quartos com mini cozinhas ou escolher hotéis que tenham copa do bebê.
    • Veja como têm sido nossas hospedagens em hotéis baby friendly em destinos que visitamos com o Edu.
    • Algo que acho super importante; ligue pro hotel alguns dias antes da viagem e certifique-se de que terá o berço e tudo mais que pediu. Evite surpresas.
  • Faça uma listinha de itens importantes antes de fazer as malas. E leve tudo que você achar importante ou que possa necessitar, especialmente roupas adequadas à temperatura do destino.
  • Defina um roteiro a ser seguido no destino e tente comprar/reservar tudo antes da viagem. Assim você não perderá tempo pensando no que fazer, pedindo informações nem em filas para comprar ingressos.
    • Mas esteja pronto para flexibilizar esse roteiro. Eventualmente até deixar uma ou duas atrações de lado em prol da rotina do descanso do bebê. Respeitar os limites da criança é fundamental.
  • Leve o carrinho e o sling/canguru – não se esqueça deles pois facilitam DEMAIS o dia a dia da viagem. O carrinho distrai o bebê enquanto passeiam por paisagens, serve de caminha pra hora da soneca na rua e até para dar as frutas e refeições. O canguru é para momentos que o bebê quer muito colo ou para locais sem acesso com carrinho. Escolher um bom canguru é primordial, eu gosto demais do Ergobaby 360.
  • Solicite berço para o voo e chegue cedo no aeroporto – importantíssimo para se assegurar que o berço está disponível e que vocês estão alocados em um assento onde pode encaixar o berço.
  • Faça um seguro viagem pro seu bebê para evitar perrengues. Se for um destino internacional então, nem pense em sair de casa sem o seguro pro bebê & para os pais. Veja abaixo um artigo sobre seguro viagem para bebês e outro que conta nossa história acionando o seguro do Edu na Disney em Orlando.

Seguro viagem para bebês – vale a pena comprar?

Melhor seguro viagem internacional – com cupom de desconto

Sono do bebê em viagens:

Bebês até os 6 meses só mamam e dormem? Sim e Não rs. Cada criança é de um jeito, o Edu fazia mais sonecas nessa fase do que agora com 1 ano e meio. Mas ele nunca foi um bebê que só mamava e dormia o dia todo. Em ciclos de três horas, desde os dois meses, ele mamava, dormia e brincava.

Ou seja, se o seu bebê é como o Edu, você terá de entretê-lo nesse período de brincadeiras. O que pode parecer difícil em uma viagem mas não é, na realidade é bem mais fácil do que em casa.

Alguns bebês ficam tão agitados durante a viagem que chegam a ter dificuldades em dormir a noite. Minha dica nessa situação é dar um banho morninho, com meia luz, cantando a musiquinha de ninar do bebê, um tete bem tranquilo e muito colinho, muita paciência. Talvez você precise abrir mão de um jantar ou outro 🙁

Se a coisa não funcionar de jeito nenhum, uma voltinha de carro certamente fará.

E lembando que aqui são dicas de mamãe e não de uma profissional do sono ou algo do tipo rs, eu penso que é melhor dar uma voltinha de carro e ajudar a criança a relaxar do que forçar as teorias do sono independente e deixa-lo/a mais irritado/a. Estamos falando de fazer isso pontualmente em viagens, não todos os dias.

E como ficam as sonecas do dia? Durante a viagem, papai e mamãe precisam estar prontos para as pausas da soneca. Se o seu bebê está acostumado a dormir sozinho, no carrinho e com luz e barulho em volta, vai ser bem tranquilo. Mas de coração, eu recomendo que ele possa fazer pelo menos uma soneca de qualidade no dia.

Tivemos algumas situações que o Edu pulou a soneca e no final do dia ele estava super irritado. Com isso, passamos a organizar o roteiro tendo sempre a oportunidade dele dormir uma hora no carrinho em algum lugar mais tranquilo ou de volta no hotel.

As vezes essa soneca acontece pela manhã, as vezes no final do dia antes do jantar ou logo após o almoço. O importante é encaixa-la em seu roteiro pra não termos crises de canseira.

Muitos bebês nessa fase dormem bem no canguru/sling agarradinhos a mamãe ou ao papai, essa é uma maneira excelente de curtir a viagem sem atrapalhar o soninho dele/a.

viagem com bebês
Mamãe fazendo Edu dormir na vinícola Miolo – me dispersei do grupo e fiz a nossa pausa pra soneca <3
viagem com bebês
Minutos depois, colocamos o Edu no carrinho e seguimos o passeio. Edu dormiu tranquilo até o final da degustação.
viagem com bebês
Com a Dinda e com a tata <3 – foto Lu

Destinos e lugares para viagem com bebês:

Eu penso da seguinte maneira; dá pra ir com bebês pra qualquer lugar do mundo, afinal de contas crianças nascem em todos os países certo? Sim. Mas não acho que dá pra escolher os destinos considerando a rotina e fase do bebê.

Deixa pra escalar o Monte Fuji quando eles crescerem, tem muitos outros lugares maravilhosos a serem desbravados e super adequados turisticamente falando, para bebês.

Bebês precisam de muito cuidado e dependendo do mês, ainda nem tomaram todas as vacinas. A imunidade dos baixinhos/as ainda está em construção e os cuidados com saúde e higiene devem ser priorizados. Eles também demandam mais do nosso tempo durante o dia (troca de fraldas, o balancinho do soninho e a hora do tete ou do papa).

Isso tudo acima dá pra fazer isso em qualquer lugar do mundo sim. Mas imaginem a frustração de não ter tempo de visitar metade das atrações de Paris por conta do bebê? Dá sim pra ver Paris com bebês mas não em sua plenitude como seria com uma criança de dois aninhos em diante.

Mas eu também penso que a vida é feita de oportunidades e não podemos deixa-las passar. Então, vamos supor que Paris seja seu sonho e você se depare com uma oportunidade maravilhosa de ir pra lá com seu bebê de 4 meses. FAÇA AS MALAS VÁ. Existem bebês no mundo inteiro e vai dar tudo certo.

não recomendo você viajar de jeito nenhum para destinos que estão passando por alguma epidemia ou que não tenham infraestrutura médica adequada.

O meu grande ponto é, tente conciliar destinos mais tranquilos com essa fase da vida. Flexibilidade, vocês notarão que em viagem com bebês ( e na maternidade como um todo) essa palavra vale ouro.

Eu recomendo destinos com voos ou viagens de carro curtas, lugares menores e com poucas atrações turísticas, boa infra médica e que tenham atividades para os bebês. Os pequenos fase adoram água, então praia e piscina acabam sendo ótimas opções.

Praia do Forte na Bahia, Aruba, Bahamas e Punta Cana no Caribe, Vale dos Vinhedos e Campos do Jordão são lugares perfeitos para viagem com bebês de todas as idades. O interior de São Paulo também tem destinos ótimos pra viagens curtas e de carro. Ah.. e Disney, vale a pena ir pra Orlando com bebês? Veja nossa experiência AQUI.

Minhas primeiras experiências:

Nossa primeira aventura foi até o Vale dos Vinhedos no Rio Grande do Sul quando o Edu só mamava, estava com 4 meses. Aos 5 meses fomos para Santiago do Chile e ele continuava apenas no leitinho.

A primeira viagem pra Bento Gonçalves estava na listinha de “lugares perfeitos pra ir com bebês” e de fato é mesmo. Tem diversão pros adultos e muito verde pro bebê curtir. Hotéis, restaurantes e atrações bem preparados para receber filhos.

Santiago foi uma daquelas oportunidades inegáveis e foi uma viagem maravilhosa, só um pouco mais cansativa. Mas a cidade em si, também está muito bem preparada. O mais desgastante era o tempo que perdíamos em deslocamentos até passeios fora da cidade.

Depois da introdução alimentar já fomos pra vários lugares: Campos do Jordão, Bahamas, Orlando, Foz do Iguaçu, Bahia. E nossa lista de desejos é infinita, sempre colocando como prioridade procurar atrações pra idade dele.

Por exemplo, descobrimos que Paris é ótima para crianças a partir de 2 anos pois há diversos museus infantis, então seguramos o desejo de ir pra lá até o Edu completar seus 2 aninhos.

viagem com bebês
Passeando com Edu pela vinícola Miolo no Vale dos Vinhedos – foto Lu
viagem com bebês
Brincando na cama do hotel no Vale dos Vinhedos – foto Lu
viagem com bebês
Em Valparaíso no Chile.
viagem com bebês
Almoço no mercado Central de Santiago.

Durante a viagem com bebês:

  • No avião ou no carro:
    • Leve brinquedinhos silenciosos para distrair o bebê ou tablet com desenhos que ele/a goste.
    • Ofereça o peito, mamadeira ou uma chupeta durante o pouso e decolagem para evitar dores no ouvido.
    • O ar condicionado do avião é forte, então levar uma blusa de frio e uma mantinha é essencial.
    • Os bebês também sofrem um pouco com a pressurização que deixa a boquinha deles seca, então ofereça mais vezes o peito ou água.
  • Passeando:
    • Tente respeitar ao máximo a rotina do bebê (alimentação, sono etc.). Mas sem ficar doidona. Flexibilidade aqui de novo rs, ajuda o bebê a se divertir.
    • Procure distrações para o bebê durante os passeios (natureza, contato com outras pessoas etc.).
    • Tente não estressar e manter a paciência, uma flor é algo trivial pra você mas pro bebê é a maior novidade do mundo, talvez ele/a chore por ter de se afastar e seguir para outra novidade.
    • Tenha sempre em mãos brinquedos, paninhos e um tablet ou celular carregado com os desenhos prediletos em modo offline.
    • Um bom colinho da mamãe e do papai sempre a disposição dos pequenos é essencial. Eles podem se assustar ou ficarem excitados demais com tanta novidade. O contato corpo a corpo pode ajudar a acalma-los e transmitir segurança.
    • Use e abuse do canguru pra suprir a necessidade de aconchego mencionada acima.
    • Mamãe e papai devem vestir roupas confortáveis pra aguentar o “tranco” da viagem com bebês que pode ser um pouco mais cansativa.
    • Também é super legal papai e mamãe terem uma troca de blusa na mochila caso role uma regurgitadinha ou um vazamento de fralda rs.

Carrinho de bebê no avião e tudo que você precisa saber

Viagem de avião com bebê e criança – por Destino Provence

  • Alimentação:
    • Eu gosto muito de levar a frutinha já corta em um pote térmico. Também gosto de levar o almoço ou jantar já quentinhos também em pote térmicos. Deu o horário de papar, você pode parar onde estiver e oferecer a refeição.
    • Água sempre em mãos, eles correm, brincam e se ficam mais sedentos.
    • Uma bana extra, água e leite em pó extra na malinha maternidade são sempre bem vindos. Imprevistos acontecem e você pode demorar mais do que o planejado na rua.
  • E por fim… embarque confiante! Estar segura/o e tranquila/o com seu bebê vai ajudar muito, eles sentem o que estamos sentindo. E lembre-se; há bebês em todos os cantos do mundo e bebês choram, faz parte! Também faz parte da vida das pessoas ao redor respeitarem essa situação, um dia todos nós fomos bebês e choramos 🙂
viagem com bebês
Edu prestes a cair na soneca dentro do carro no Sul.
viagem com bebês
Pelos jardins da vinícola Peter Long.
viagem com bebês
Todos felizes viajando (Edu já estava dando sinais da gripe aqui rs).
viagem com bebês
Edu e Vovó na Concha y Toro em Santiago.
viagem com bebês
A alegria do reencontro com o mar na Praia do Forte – Bahia – foto Lu
viagem com bebês
Conhecendo as Cataratas em Foz do Iguaçu – foto Lu

Pra fechar, viagem com bebês é uma atividade prazerosa e linda. Pra quem já é apaixonado por cair na estrada, ter seu filho ou filha consigo é um sentimento incrível. Poder ver a curiosidade no olhar do seu bebê ao desbravar esse mundo é um sentimento único. Por isso, se em algum momento você questionar se vale a pena fazer uma viagem com bebês: minha resposta é vale demais!

Salve esse artigo em seu Pinterest:

viagem com bebês

 

Planejando sua viagem em parceria com o blog:

bookingReserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis

Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom TURISTANDO5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto. 

cxbncv7e0ug4s8cAluguel de carro no mundo todo, com descontos de até 60%, em 12x sem juros e sem cobrança de IOF através da RentCars. Ela compara todas as operadoras atuantes de seu destino oferecendo melhores tarifas e condições. Flexibilidade e segurança para suas próximas Road Trips

Get Your Guide é uma opção que tem TUDO para sua viagem e com melhores preços; tours privados, transfers, ingressos fura filas, experiências e muito mais. Só o ingresso? Eles tem! Ingresso com transporte? Eles tem! Uma experiência completa por determinada região? Eles tem!

viator Tours guiados e privados, transfers e ingressos com a Viator Tours. Sua viagem toda organizada e independente com a Viator, a maior parte dos passeios são privados ou pequenos grupos, saída e retorno do seu hotel incluindo ingressos e transporte. Experiência completa.

2 thoughts on “Viagem com bebês – manual completo para o sucesso dessa aventura

  1. Nossa viagem para a Disney foi mais que especial!! Adorei ter a companhia do Dudu, com certeza deixou nosso passeio muito mais alegre e divertido. Se vc esta pensando em viajar com bebês e está na dúvida, um conselho: vá em frente! Tudo de bom!! Sem contar nas recordações que ficarão pra sempre!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.