Roteiro Mendoza com dicas do que fazer na terra do vinho

Ahh Mendoza! Uma cidade encantadora por suas belezas naturais, um clima de paz, tranquilidade e muito Malbec. Fiz uma viagem de 3 dias a capital do vinho na Argentina e vou contar um pouco mais deste lugar incrível neste Roteiro Mendoza na Argentina.

Mendoza está aos pés da Cordilheira dos Andes na divisa com Chile, é um pequena cidade envolta por vinhedos de uvas Malbec. A região vive basicamente da produção e exportação do vinho, do turismo e das centenas de vinícolas, hotéis, restaurantes etc. A maneira mais fácil de chegar a Mendoza é com voos com escalas em Buenos Aires ou Santiago, a GOL também oferece um voo direto de São Paulo que sai as quartas e sábados.

Dica de Hospedagem: Villaggio Hotel Boutique

Um hotel boutique muito bem decorado, atendimento intimista e com uma jacuzzi no último andar. Todos os quartos com banheiras, espaçosos, camas grandes e confortáveis, wi-fi e TV a cabo. O café da manhã é completo e delicioso (media lunas com doce de leite), a recepção faz agendamento com os passeios para facilitar a comunicação e o hotel é muito bem localizado. Achei muito boa a estadia e excelente custo benefício, pagamos cerca de U$75 por noite.


Booking.com

As principais atividades da região são voltadas ao vinho, natureza e atividades mais tranquilas. Fiquei apenas 3 dias mas poderia ter ficado pelo menos uns 5 dias para aproveitar tudinho!! Por isso resolvi elaborar esse roteiro Mendoza completo.

img_4172

Roteiro Mendoza

Dia 1: 

Certamente você vai estar livre por volta do meio dia após voo, check in no hotel etc.. Então neste primeiro dia recomendo fazer o city tour para conhecer as principais atrações da cidade de Mendoza: Parque General San Martín, Cerro de la Gloria, Plaza Independencia, Museo Fundacional. Além das diversas sorveterias deliciosas ao longo do caminho. Para esse passeio recomendo comprar o ônibus de dois andares e ir aproveitando a paisagem, também por que o Cerro de la Gloria está em um ponto muito alto do Parque General San Martín.

Essas atrações são interessantíssimas e contam um pouco a história e cultura da região dos Andes. No topo do Cerro de La Gloria está o Monumento de la Pátria al Ejército de los Andes em homenagem aos soldados chilenos. Soldados do general San Martín que se exilaram em Mendoza durante a disputa com os espanhóis pela libertação do Chile.

Dica de restaurante: Estancia La Florencia que fica em uma das ruas onde estão os principais restaurantes da cidade. Provamos o carpacio e massas frescas, os sorrentinos de cordero ao molho de cogumelos estava demais!

Dia 2:

Neste dia você precisa fazer um passeio por uma das regiões produtoras de vinhos. São 3 regiões nas quais estão as principais vinícolas de Mendoza: Luján de Cuyo, Maipú e Valle do Uco. Recomendo pelo menos dois dias para conhece-las começando pelo Valle do Uco. Aqui neste post eu falo mais sobre todas as regiões e um pouco mais do enoturismo de Mendoza.

Conhecer o Valle do Uco é se apaixonar enlouquecidamente pela paisagem e cultura do vinho Malbec. É simplesmente um lugar perfeito, olhar ao lado é como estar olhando para pinturas. Dediquei um post mais detalhado contando do passeio que fiz através da Viator. Basicamente você embarcará rumo ao Valle para conhecer 3 bodegas, degustar os principais vinhos de cada uma delas, conhecer detalhes da produção, almoçar e relaxar.

img_4181

Valle do Uco

dscn3088

Valle do Uco

Dias 3:

Mais um dia de passeio em vinícolas mas dessa vez pelas regiões de Luján de Cuyo e Maipú. Eu não as conheci pois não tive dias suficientes mas um casal de amigos/leitores estiveram por lá e dão todas as dicas aqui nesse post.

Dia 4:

Depois de tanto passeio é hora de descansar um pouco; ao lado de Mendoza estão as Termas de Cacheuta. Você pode se hospedar por lá ou apenas passar o dia curtindo a paisagem, relaxando com banhos termais, massagens e descansando. O ponto mais interessante desse passeio é que o próprio estabelecimento das Termas de Cacheuta faz o traslado de/para o seu hotel em Mendoza. Veja tudo aqui.

Termas de Cacheuta Fonte da foto http://www.termascacheuta.com/

Sugestão de restaurante retornando para Mendoza: La Carmela Bar e Restaurante, a melhor carne napolitana que provei em toda Argentina. O Carmela também está na localização perfeita, onde estão os principais bares e restaurantes.

Dia 5:

Pra fechar recomendo uma visita ao Monte Aconcágua, divisa entre Argentina e Chile. É o pico mais alto do hemisfério sul, está a 6.962 metrôs. Porém o passeio te leva somente até os pés do monte onde você pode admirar a imensidão da cordilheira, a paisagem e tirar muitas selfies rs. No caminho acho interessante uma paradinha pela Puente del Inca, uma imensa estrutura natural em tons terra que parece uma construção feita pelo homem mas é pura obra da natureza.

mendoza_argentina_aline-6

Puente del Inca Foto dos leitores Aline e Felipe Tagore

mendoza_argentina_aline-5

Aos pés do Monte Aconcágua Foto dos leitores Aline e Felipe Tagore

Como circular:

Na cidade de Mendoza recomendo o ônibus turístico de dois andares, para comprar os bilhetes você pode ir até a Plaza Independencia e custa 170 pesos por pessoa.

Para visitar as vinícolas eu recomendo contratar um motorista que pode sair mais em conta do que comprar passeios, ao menos que você queira ir em turma que também é bem divertido. Recomendo o Walter Galimberti (Whatsapp: 54 9 261-6339555 e-mail: wgalim@yahoo.com.ar).

Esse roteiro Mendoza é uma sugestão do que fazer na cidade em uma viagem de 5 dias, se tiver mais sugestões conta pra gente. Para a lista completa de tours por Mendoza com a Viator em parceira conosco clique aqui.

Tem vontade de conhecer Bariloche também? O blog Atravessar Fronteiras fala tudo sobre a região, clique aqui e confira.


Planejando sua viagem em parceria com o blog:

bookingReserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Conte com opções de cancelamento gratuito, pagamento antecipado e com a confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis.

viatorCompre passeios guiados, privativos, transfers e ingressos com a Viator Tours. Deixe que a Vitor organiza seus passeios por você com tours prividos, em grupos, saída e retorno do seu hotel, ingressos, shows, city pass, fura filas e muitas outras opções.

cxbncv7e0ug4s8cAluguel de carro no mundo todo, com descontos de até 60%, em 12x sem juros e sem cobrança de IOF através da RentCars. Ela compara todas as operadoras atuantes de seu destino oferecendo melhores tarifas e condições. Flexibilidade e segurança para suas próximas Road Trips.

Chip de celular internacional com cobertura em mais de 140 países, pré pago, internet 4G ilimitada, comprado aqui no Brasil e entregue em sua casa antes de sua viagem. A EasySim 4 U presta esse serviço maravilhoso para você já chegar conectado em seu destino.

Sobre Luciana de Campos Assis

Turistar é minha vida! Cada viagem é única, transformadora e sempre apaixonante! Um vício mais do que delicioso! Já conheci cerca de 20% desse mundo; 122 cidades visitadas em 31 países e a parte mais gostosa é voltar pra casa e contar todos os detalhes aos leitores da Turistando com a Lu.

15 comentários

  1. Muito boas as suas dicas, Lu. Parabéns e keep going.

  2. Gostei muito de suas dicas sobre Mendoza: dá muita vontade de conhecer!

  3. O lugar parece mesmo ser incrível e essas termas… ah! bateu uma baita vontade

  4. Deve ser um lugar muito bonito de se conhecer. Gostei de ler e ver as fotos 🙂 A Argentina é um país que quero muito conhecer.

  5. Adorei as dicas ! Quero um programar uma viagem a região e explorar a terra dos vinhos. 😉

  6. Que dicas incríveis Lu, eu gostei bastante de Mendoza, uma pena que não consegui visitar as vinícolas, mas quero voltar e aí sim fazer esse passeio! Beijos

  7. Fiz tudo por conta e foi super legal tb 🙂 Mas só conheci Maipú de bicicleta e adorei (voltei bem bebada pro hostel ahhaha). Mendoza é um charme de cidadE!

  8. A Argentina está muito na minha lista! Se for a Mendoza vou aproveitar as suas dicas, obrigada!… o hotel deve ser um charme! 🙂

  9. Juliana Moreti (turistando.in)

    Oi Lù!
    Adorei o teu post!
    De todos os locais que você indicou, não curti muito Cacheutas! Mas quando fui, muita das “piscinas” estavam fechadas (e viraram um corredor vazio).

  10. Obrigada Luciana, pelo roteiro tão interessante e detalhado! Para nós fica um bocadinho longe para ir só 3 ou 5 dias… 😛 Mas sem dúvida que deve ser um ótimo sitio para um escapadinha de fim‑de‑semana! 🙂

  11. Adorei teu post!!! Vou usá-lo quando for a Mendoza… Está muito bem explicadinho…

Deixe seu comentário aqui