Vinícolas em Mendoza e a cultura do vinho Malbec

Última atualização em

Vamos falar de Eno-Turismo? Uma maneira deliciosa de conhecer lugares novos e de quebra degustar vinhos excelentes. Este post vai explorar as Vinícolas em Mendoza na Argentina e a cultura do vinho Malbec.

Uma das principais regiões produtoras de uvas e vinhos Malbec do mundo, Mendoza conta com centenas de vinícolas que abrem suas portas para contar a história do vinho na região e ainda proporcionar degustações em meio a paisagens estonteantes.

Se você chegou no blog através desse artigo, recomendo a leitura do texto abaixo que fala detalhadamente de Mendoza. Ali você encontra dicas gerais e uma sugestão de roteiro perfeita.

Roteiro em Mendoza e dicas gerais da capital argentina do vinho

dscn3084
Domaine Bousquet – Valle do Uco

São 3 regiões nas quais estão as principais vinícolas de Mendoza: Luján de Cuyo, Maipú e Valle do Uco. San Rafael também é conhecida apesar de estar a 70km de Mendoza. Cada região tem suas peculiaridades; o Vale do Uco tem as paisagens mais lindas, Maipú conta com as produtoras mais importantes e Luján com algumas casas menores porém com vinhos de altíssima qualidade, reconhecidos mundialmente.



Booking.com

Como Luján e Cuyo e Maipú estão mais próximas da cidade e uma ao lado da outra, então dá pra fazer um passeio privado de 1 dia por ambas as regiões. Não recomendo mais do que 4 vinícolas por dia para não ser tão cansativo. Escolha a que mais te chama atenção para o horário do almoço pois é onde você vai passar mais tempo. Já o Vale do Uco requer um dia todo só pra essa região, veja aqui como é um passeio pelo Valle do Uco. Não vá de carro, a pista não é das melhores e você certamente vai provar um golinho dos vinhos (pelo menos). Opte por um passeio guiado ou por contratar um motorista. 

Seguro viagem para Argentina – é obrigatório? vale a pena?

Quais elementos recomendo avaliar na hora de escolher as vinícolas que gostaria de conhecer? A história da empresa (familiar, orgânica etc.), arquitetura do lugar pois algumas têm projetos arquitetônicos fantásticos e até ganhadores de prêmios e por fim o vinho em si. A paisagem do lugar também é importante, dê uma espiadinha nos sites para verificar a que mais te encanta, apesar de toda região ser incrivelmente linda.

Caso você já seja familiarizado com os Malbecs argentinos e tenha preferência por alguma marca, não deixe de conhece-la. Eu e meu marido adoramos a Salentein e conhecer a bodega foi show de bola, pudemos degustar os vinhos que adoramos e conhecer melhor sobre a empresa.

img_4179
Degustação de vinhos na bodega Salentein

Aqui vai uma listinha com algumas das vinícolas separadas por região e alguns comentários que juntei durante minhas pesquisas:

Maipú:

  • Trapiche: localizada em um edíficio de 1912, ganhador de prêmios de arquitetura e reconhecida como patrimônio Mendoncino pelo governo da Argentina.
  • La Rural: fundada em 1885 por um dos proprietários da Rutini. Nela você pode fazer o tour, visitar o museu do vinho e desfrutar de uma vinícola menor, mais intimista.
  • La Azul:  uma bodega recente (2003) e com uma dedicação impressionante dos proprietários em desenvolve-la. É um lugar lindo e me contaram que o almoço por lá é excelente.
  • O Fournier – tem um projeto arquitetônico diferenciado, parada obrigatória para os arquitetos e paisagistas de plantão
  • Tempus Alba: bodega familiar instituída na região por imigrantes europeus que trouxeram consigo as uvas e o conhecimento dos Andes.

Luján de Cuyo:

  • Catena Zapata: produtora de vinhos de altíssima qualidade desde de 1983, com vinhos especiais dedicas aos filhos e esposa do fundador Nicolás Catena.Essa é uma das bodegas que está na minha lista para uma próxima viagem a Mendoza.
  • Luigi Bosca: fundada em 1901 por um imigrante europeu que se uniu a família dos Boscas proveniente da Itália. Também tem uma arquitetura bonita e um vinho de extrema qualidade. Prove o De Sangre, um blend incomum e excelente.
  • Chandon: o ponto interessante de colocar a Chandon em seu roteiro é a degustação de espumantes, algo que não ocorre nas demais bodegas.
  • Nieto Senetiner: focada em desenvolvimento da qualidade do vinho e com uma degustação completa.
  • Pulenta: é uma das mais visitadas por ser produtora de vinhos especiais e limitados.

Vale do Uco:

  • Salentein: incrível, possui uma tradição familiar muito forte e uma sala de apresentações com acústica perfeita. Uma das poucas vinícolas que oferece a degustação de vinhos de “alta gama”, os melhores.
  • Andeluna: a sala de degustações da Andeluna e a paisagem em frente a ela fazem o passeio valer a pena.
  • Domaine Bousquet: vinícola pequena, familiar e com a produção 100% orgânica.

Ir a Medoza é mergulhar na cultura dos vinhos Malbec, entender sua história contada por diferentes produtores, degustar e mergulhar na paisagem do Aconcágua. Uma cultura inserida na região em virtude da forte imigração de italianos e franceses por volta de 1880. Conta a história que os franceses trouxeram as uvas e que os italianos trouxeram a ambição, a união desses dois itens tornaram a produção da uva e dos vinhos uma realidade.

As uvas Malbec se adaptaram muito bem a região em virtude do clima, pouca chuva e muito sol. Hoje em dia, muitas vinícolas têm realizado estudos para melhorar a qualidade das plantações inclusive já estão adaptando ás plantações as altas temperaturas e altitudes do Aconcágua.

Espero que gostem do artigo. Não deixem de ler mais sobre Mendoza aqui

 

Planejando sua viagem em parceria com o blog:

bookingReserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis

Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom TURISTANDO5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto. 

cxbncv7e0ug4s8cAluguel de carro no mundo todo, com descontos de até 60%, em 12x sem juros e sem cobrança de IOF através da RentCars. Ela compara todas as operadoras atuantes de seu destino oferecendo melhores tarifas e condições. Flexibilidade e segurança para suas próximas Road Trips

Get Your Guide é uma opção que tem TUDO para sua viagem e com melhores preços; tours privados, transfers, ingressos fura filas, experiências e muito mais. Só o ingresso? Eles tem! Ingresso com transporte? Eles tem! Uma experiência completa por determinada região? Eles tem!

viator Tours guiados e privados, transfers e ingressos com a Viator Tours. Sua viagem toda organizada e independente com a Viator, a maior parte dos passeios são privados ou pequenos grupos, saída e retorno do seu hotel incluindo ingressos e transporte. Experiência completa.

23 thoughts on “Vinícolas em Mendoza e a cultura do vinho Malbec

  1. Amo visitar vinícolas e tomar um delicioso vinho. Um pena que quando fui a Mendoza, já era inverno e como tive pouco tempo, acabou não sendo possível conhecer nenhuma vinícola 🙁 Mais um motivo para eu voltar agora

    Abraços

  2. Mendoza é linda e é imperdível visitar pelo menos uma região produtora de Malbec. Eu optei por Maipu e adorei 🙂 Mas tenho que voltar pra conhecer umas vinícolas que ficaram pendentes…

    Não sou super fã de Malbec (quase chilena, eu gosto é de Carmenere), mas essas visitas são uma maravilha 🙂

  3. Oi Lu, eu ainda não conheço Mendoza, mas motivos não faltam =) e com essas dicas então, facilitou bastante pra escolher qual vinícola conhecer – me encantei com a descrição do Vale do Uco. Excelente post, obrigada por compartilhar as dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.