Puno, Lago Titicaca e as Ilhas flutuantes de Uros no Peru

     Puno é uma das cidades que entra pro roteiro de quem viaja ao Peru por seu famoso Lago Titicaca, é o maior e mais alto lago da América do Sul, faz divisa com a Bolívia e atrai milhares de turistas que buscam conhecer as ilhas flutuantes que ficam espalhadas pelo lago. Vou contar tudo sobre esse passeio, como chegar até Puno, como se planejar, se organizar etc.

     A maneira mais fácil de incluir Puno em seu roteiro é logo após visitar Cusco (cidade base para o passeio ao Machu Picchu e Vale Sagrado), há muitas rotas de ônibus e trem entre as duas cidades. Como as passagens de trem são mais carinhas, optei por ir de ônibus e como a viagem de ônibus é longa (cerca de 6 horas) escolhemos um ônibus turístico com a Cusco Puno Bus Tour, ele faz diversas paradas em sítios arqueológicos e cidadezinhas do interior, chegando em Puno no final do dia. Foi bem legal mas um pouco cansativo também, se pudesse voltar atrás teria ido de trem mesmo, a Peru Rail é quem opera essa rota.

IMG_2226
Esse é o ônibus turístico de Cusco a Puno

     No meu caso tive um contra tempo, uma greve geral em Cusco na manhã que embarcamos para Puno, com isso nosso bus fez apenas 3 paradas e chegamos em Puno quase meia noite. Mas ainda assim as paradas foram bem legais: primeiro conhecemos a igreja de Andahuaylillas que é bem simples e bonitinha, o gostoso aqui é caminhar pelas redondezas por uns minutos, você está bem no interior do Peru. A segunda parada foi no sitio arqueológico onde estão as ruínas de Raqchi, o guia contou a história dessa cidade Inca e como ela “funcionava”, muitíssimo interessante pois nos mostra que não existia somente o Machu Picchu como cidade na era Inca, claramente com proporções menores, as ruínas de Raqchi nos mostram uma outra forma inteligentíssima que esse povo vivia. Por últimos paramos em um restaurante local próximo a Puno na beira de estrada, uma comidinha caseira muito saborosa, depois seguimos para Puno.

Igreja Andahuaylillas
Ruínas de Raqchi
Ruínas de Raqchi

     Escolhi um hotel simples e econômico em Puno pois fiquei somente uma noite, o Casona Plaza tem um quarto confortável e quentinho, o banheiro era um pouco gelado mas foi um banho só (rs) e o café da manhã era bom também, para uma o duas noites recomendo esse hotel sim. A cidade é bem humilde e não é tão bonita mas a visita a Ilha de Uros é muito emocionante e faz a passada por aqui valer a pena. Eu havia separado um dia inteiro para conhecer a cidade,  o lago Titicaca com suas ilhas e na sequência ir para Arequipa, o que não me atentei é que o último ônibus para Arequipa sai as 15:30pm de Puno, com isso reduzi meu passeio para um city tour + a visita somente a ilha de Uros no Titicaca. Se você tiver um dia completo aproveite para conhecer também a ilha de Taquile, esse passeio aqui faz as duas ilhas no mesmo dia, mas só a visita a Uros já me rendeu boas memórias.

IMG_2231
Casona Plaza em Puno

      O passeio que fiz foi esse aqui, uma van te pega no hotel as 9am e vai pro ponto de embarque no Titicaca, o lago é bem sujinho na beira da cidade mas conforme você vai navegando lago adentro a água vai ficando mais limpa. Depois de uns 10 minutinhos navegando e se distanciando da cidade você chega a um “pedágio” ou “guarda costeira” que fica antes da área onde estão as diversas ilhas flutuantes de Uros. Passando esse ponto, ao chegar bem pertinho das ilhas eu fiquei impressionada demais, são muitas ilhas (90 no total), praticamente uma cidade e que parece de brinquedo.. vou explicar.

     O que são as Ilhas Flutuantes de Uros? São ilhas construídas de um junco seco, esse material vem da Totora que nasce ali no lago, parece um capim mais grosso, quando maduro ele é branco (parecendo um salsão) e a folhagem verdinha. O povo que ali vive começou a construir essas ilhas no meio do lago para evitar invasões, o povoado foi crescendo e ficando cada vez mais famoso, especialmente pelo turismo. Essas ilhas são construídas pelas próprias pessoas que nelas vivem, ou seja, cada rostinho feliz nas fotos desse post um dia construíram o chão onde pisam (onde nós turistas pisamos), além de construírem barcos para navegar de uma ilha para a outra. O povo é muito feliz, conhecemos uma ilha totalmente de mulheres que cantaram, dançaram conosco e levaram para passear em seu “mercedes benz” (como chamam o barco que elas mesmas construíram).

    Lá na guarda costeira você recebe instruções de qual ilha visitar, como o turismo é intenso é feita uma distribuição para que todas as ilhas recebam um barco turístico a cada dois dias pelo menos, a renda que o turismo traz para os moradores das ilhas é de extrema importância, uma das moradoras me contou que com essa grana ela vai ” enviar”  o filho dela para a escola. Ao chegar na ilha você desembarcará e será recebido com muito carinho, vai receber uma aula de como as ilhas são construídas, como o povo sobrevive ali (caçando pato, pescando etc.), provar Totora (sim, esse “matinho” pode ser consumido), descobrir o artesanato local e vai sair de lá emocionado, acredite em mim!!! Abram a galeria de fotos abaixo, vale a pena ver cada uma das fotos. Não as deixei em tamanho grande pois ficaria um post imenso 🙂

     O passeio dura mais ou menos 3 horas (visitando uma única ilha), então eu ainda consegui fazer um city tour voltando a Puno. Conheci o centro, a igrejinha da praça principal e depois fui almoçar em um restaurante MARAVILHOSO!! Comi uma truta com quinoa gratinada que me tirou do chão, super saborosa e leve, o restaurante é o El Giorgio. Para fechar demos mais um voltinha pelas ruas do centro de Puno, a cidade é pequena e você não precisa se preocupar em pegar táxi pois dá pra ir caminhando por toda ela. Encerramos o dia indo para a rodoviária para pegar nosso bus até Arequipa. Enfim, recomendo a visita, mesmo que seja por um único dia, especialmente para conhecer a Ilha de Uros que é algo muito diferente e interessante.

DSCN0017
Igreja na praça central de Puno
IMG_2269
Truta com quinoa do restaurante El Giorgio
IMG_2291
Puno vista do alto da cidade

Veja outros posts sobre o Peru:

Peru Completo: 10 dias em Lima, Cusco, Puno e Arequipa

3 opções de hotéis em Lima no Peru

Desbravando Lima no Peru

Tudo o que você precisa saber para visitar o Machu Picchu

Dicas do que fazer em Cusco – Peru

Conhecendo a charmosa cidade de Arequipa no Peru

Mochilando pelo Peru – relato da leitora Elisa Vasconcelos

Quanto custa uma viagem ao Peru?

Planejando sua viagem em parceria com o blog:

bookingReserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Conte com opções de cancelamento gratuito, pagamento antecipado e com a confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis.

viatorCompre passeios guiados, privativos, transfers e ingressos com a Viator Tours. Deixe que a Vitor organiza seus passeios por você com tours privados, em grupos, saída e retorno do seu hotel, ingressos, shows, city pass, fura filas e muitas outras opções.

cxbncv7e0ug4s8cAluguel de carro no mundo todo, com descontos de até 60%, em 12x sem juros e sem cobrança de IOF através da RentCars. Ela compara todas as operadoras atuantes de seu destino oferecendo melhores tarifas e condições. Flexibilidade e segurança para suas próximas Road Trips.

Chip de celular internacional com cobertura em mais de 140 países, pré pago, internet 4G ilimitada, comprado aqui no Brasil e entregue em sua casa antes de sua viagem. A EasySim 4 U presta esse serviço maravilhoso para você já chegar conectado em seu destino.

4 thoughts on “Puno, Lago Titicaca e as Ilhas flutuantes de Uros no Peru

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *