Brasil, Pernambuco, Recife

O que fazer em Olinda – cidade fantástica próxima a Recife

Last Updated on 4 de maio de 2021 by Luciana de Campos Assis

Quer dicas sobre o que fazer em Olinda? Então, continue lendo e confira esse roteiro completo que elaboramos! Uma cidade fantástica, próxima de Recife e que merece muito sua atenção.

Olinda, vizinha da capital pernambucana, é referência histórica e cultural no Brasil. Para quem vai visitar Recife, Porto de Galinhas ou outra cidade da região, fazer um bate e volta até Olinda é imperdível!

Conhecer toda a riqueza arquitetônica, as casas coloridas, os pontos históricos e, é claro, a praia paradisíaca. Para você não ficar perdido em Olinda, separamos os principais pontos para você conhecer e desfrutar dessa cidade encantadora. Então, continue lendo, para não perder nada!

Leia mais: Seguro Viagem Nacional – vale a pena comprar?

Booking.com

Use o índice abaixo para navegar diretamente a algum tópico.

O que fazer em Olinda e como percorrer o roteiro abaixo

O que fazer em Olinda
Pelas ruas coloridas da cidade de Olinda – foto Lu

Para percorrer o roteiro que separamos abaixo, você pode estar a pé. Falarei mais adiante sobre chegar até Olinda de carro. Basicamente, mesmo com o carro, você o deixará na parte baixa da cidade e fará todo esse percurso caminhando para tirar melhor proveito de seu passeio.

Como a cidade é pequena, não será um grande esforço fazer esse trajeto todo a pé. Contudo, é importante que use roupas leves, leve protetor solar e garrafinha de água para se manter hidratado nos dias quentes.

Abaixo eu vou listar as principais atrações da cidade em ordem que dê pra você seguir caminhando. Mas, minha dica de ouro aqui é: contrate um guia turístico local, é de uma riqueza cultural sem tamanho! Vale demais a pena!

Ao chegar na cidade, estacione o carro no bolsão em frente a Praça do Carmo e por li você já encontra diversos guias certificados.  O custo é de por R$50 (o casal) e ele não apenas nos levou aos principais pontos como também contou em detalhes a história de cada lugar. E tudo isso com muita paixão pelo destino!

Leia mais: O que fazer em Recife

Enfim, confira abaixo os principais pontos turísticos da cidade que selecionamos para você! A rota que fizemos a pé com nosso guia está AQUI, neste mapinha do Google Maps pra facilitar.

Mosteiro de São Bento

O que fazer em Olinda e Recife
Mosteiro de São Bento – foto Lu

O Mosteiro de São Bento sofreu com o incêndio causado pela invasão holandesa em 1631. A segunda construção beneditina no Brasil foi restaurada e ganhou vários aspectos barrocos em seu interior, principalmente no altar-mor.

Portanto, vale a pena uma passada com cama nesta atração. Muitas pessoas terminam o tour aqui e nosso guia nos levou logo no inicio justamente para apreciarmos com calma, valeu demais! Atrações ali por perto: Mercado Eufrásio Barbosa e Museu do Mamulengo.

Igreja de São Pedro Apóstolo

Uma passagem rápida pela Igreja de São Pedro Apóstolo para apreciar a arquitetura. O mais rico na realidade, é o caminho recheado de casas coloridas, ruas estreitas e aquele clima incrível da cidade de Olinda. Pelo caminho você poderá passar diante da Casa de Alceu Valença, famoso cantor e compositor brasileiro.

Mercado da Ribeira

Construído entre os séculos XVII e XVIII, o Mercado da Ribeira possui muitas características do Brasil Colonial. A função é de mercado de abastecimento e, no local, é possível encontrar oficinas de gravuras, pinturas e entalhadores, além de muitas lojas de artesanato.

Ladeira da Misericórdia

Em seu percurso até a região do Alto da Sé, você passará pela famosa Ladeira da Misericórdia, primeira rua pavimentada que ligava o centro da cidade e vila onde existiam “pontos de navio”. Ou seja, um importante trajeto para a história do desenvolvimento da cidade.

Encontre aqui os melhores passeios de Olinda – opções guiadas para contratar ANTES de sair de casa

Mercado de Artesanato da Sé

O que fazer em Recife - roteiro de 3 dias incluindo Olinda
O Mercado de Artesanato da Sé é incrível!

Um mercado de artesanato e lembrancinhas locais todo colorido e com o mar de Olinda ao fundo. Achei uma parada estratégica para um descanso e comprinhas. Ali pertinho você também encontra o Museu de Arte Sacra de Pernambuco.

Casa dos Bonecos Gigantes

Os bonecos gigantes são um marco do carnaval de Olinda. A tradição começou em 1932, com o Homem da Meia-Noite. Em seguida, veio a Mulher do Meio-Dia e o Menino da Tarde. Atualmente, o sucesso é enorme e tem bonecos inspirados até mesmo em artistas brasileiros e internacionais.

Enfim, conhecer a Casa dos Bonecos Gigantes é uma ótima oportunidade de vê-los de perto, como funcionam e de entender mais sobre a importância deles para a cidade.

Alto da Sé

O que fazer em Olinda
Catedral da Sé vista do topo da cidade – foto Lu

Região perfeita para começar o tour, aqui se encontra a Igreja de São Salvador do Mundo (Catedral da Sé). Construída nos anos 1500, com o intuito de ser apenas uma capela, a Igreja da Sé foi incendiada com o restante da cidade durante a invasão holandesa, o que a deixou muito danificada.

Em 1676, durante a Restauração Pernambucana, a igreja foi reconstruída e passou de capela à catedral, ao mesmo tempo que a vila se tornou cidade. Além da história, a arquitetura barroca da Igreja de São Salvador do Mundo é riquíssima. Possui diversas pinturas a óleo e entalhes de madeira em seu interior.

A poucos passos do mirante Alto da Sé que proporciona uma vista panorâmica da cidade, você encontra o Cervejario. Um bar tradicional com cervejas típicas de Pernambuco. E logo ao lado dele, o Cruzeiro de São Francisco, mais uma atração histórica.

Convento de São Francisco

O Convento é a primeira obra franciscana no Brasil, e sua construção iniciou em 1585. A construção é formada pela:

  • Igreja de Nossa Senhora das Neves;
  • O claustro, com 16 painéis de azulejos portugueses que contam a história de São Francisco de Assis;
  • A Capela de São Roque, a capela mais antiga da Ordem Terceira Secular no Brasil;
  • A capela de Santana, revestida de azulejos,
  • E a sacristia.

Mirante da Caixa d’Água

Localizado no Alto da Sé, próximo da Igreja da Sé e do Mercado de Artesanato do Alto da Sé, o Mirante da Caixa d’Água proporciona uma vista panorâmica para os pontos históricos da cidade. Então, essa paisagem toda é vista com o mar azul ao fundo.

Leia mais: Dicas de destinos no Brasil

Como chegar em Olinda

O que fazer em Recife - roteiro de 3 dias incluindo Olinda
Olinda é uma cidade feita para ser explorada caminhando, definitivamente! Foto Lu

De Recife até Olinda, é uma viagem rápida e pode ser feita com um carro alugado (cerca de 30 minutinhos). Essa é a melhor opção ao meu ver.

Mas como já recomendei em outros posts que, para conhecer Recife em sua plenitude, o ideal é ter carro em mãos, em especial para chegar até Olinda. E como mencionei no começo deste post, deixe o carro alugado na Praça do Carmo e explore a cidade de Olinda a pé com um guia local.

Caso você prefira contratar um passeio guiado saindo de Recife, veja aqui algumas opções. Pode ser uma alternativa muito prática.

Onde comer em Olinda

Olinda também oferece uma excelente gastronomia, com opções de alta cozinha até quiosques de rua que explodem de sabor. Então, veja nossa listinha de lugares especiais para comer em Olinda:

  • Casa de Noca
  • Tribuna Sabores Ibéricos
  • Creperia
  • Don Francesco Trattoria
  • Naylê Bar & Comedoria
  • Oficina do Sabor
  • Olinda Art & Grill

Onde ficar em Olinda – dicas de hotéis e pousadas

Hospedagem em Recife – foto divulgação

Recomendo hospedar-se na cidade de Recife para explorar a região, ela oferece muitas oportunidades de hotéis incríveis e tem melhor infraestrutura para o turista em termos de restaurantes, bares e praias. Escrevi um texto específico sobre esse tema, confira abaixo.

Enfim, destaco o Ramada by Wyndham localizado na praia de Boa Viagem. É um dos hotéis mais bem avaliados do Booking, com uma pegada mais moderna e perfeito para famílias. Nos hospedamos nele e amamos!

Leia mais: Onde ficar em Recife – faça sua melhor escolha

No entanto, se hospedar em Olinda também pode ser uma ótima ideia, principalmente para quem quer conhecer a cidade com calma, ou aproveitar intensamente a folia de carnaval.

A dica para quem quer ficar hospedado em Olinda é o Hotel 7 Colinas. O hotel é muito bem avaliado na internet, possui uma extensa área verde, piscina, estacionamento, Wi-Fi gratuito e diversão para as crianças. O conforto no Hotel 7 Colinas é garantido, mas sem perder o toque histórico e cultural da cidade

Carnaval em Olinda

Foto divulgação

O carnaval de Olinda é conhecido mundialmente e reúne mais de um milhão de pessoas durante dias e dias de festa pelas ruas da cidade todos os anos.

É no centro histórico que foliões se aglomeram, dançam e brincam ao redor dos desfiles de bonecos gigantes. Alguns chegam a medir mais de 2 metros de altura. O carnaval de Olinda, era originalmente chamado de Festa do Momo.

Além dos desfiles de bonecos, também há blocos com apresentações de frevo e maracatu pelas ruas. Muitas cores invadem cada esquina! É um evento que mobiliza a cidade toda. Importante para a cultura de nosso país e ainda mais importante para a economia local.

Se você gosta de agito e quer participar deste momento, planeje-se com alguns meses de antecedência para escolher o bloco que participará, fantasia e como fará a logística de tudo! Mas se você é do time que prefere sombra, água fresca e muita tranquilidade, Olinda no carnaval não é o seu lugar rs.

Olinda com crianças

Olinda é uma cidade gerenciável para ir com crianças e bebês. O que significa isso? Que não há atrações específicas para eles mas que é possível sim passear por lá com os pequenos, planejando e se organizando da tudo certinho.

Bebês – vá logo pela manhã ou no fim de tarde para evitar as caminhadas debaixo do sol. Leve água para manter o bebê hidratado (o calor é intenso) e planeje almoçar em algum restaurante como o Tribuna Sabores Ibéricos ou Don Francesco Trattoria que oferecem banheiros com trocadores e etc. Cuidado com carrinho de bebê, as ruas são de paralelepípedo, se tiver canguru acho melhor.

Crianças pequenas – faça o tour guiado de forma mais rápida, se possível evitando o horário do almoço. Dedique um pouco mais de tempo para a casa dos bonecos gigantes e leve alimentação ou vá para um restaurante com infra como mencionei acima.

Crianças maiores – envolva-os na história do local, arquitetura e artes antes da viagem. Eles estarão caminhando por um museu a céu aberto.

Leia mais: Nordeste com crianças – destinos e hotéis incríveis!

Bom pessoal acho que é isso! Essas são as minhas dicas de Olinda. Espero que gostem! Qualquer dúvida é só deixar um comentário ali embaixo ou me chamar pelo Instagram @lucamposassis

Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.