O que fazer em Lima no Peru – roteiro de 4 dias memoráveis!

O que fazer em Lima no Peru - roteiro de 4 dias memoráveis!

Última atualização em

O que fazer em Lima com um roteiro de 4 dias? Já te adianto, vai ter muito sabor, muita história e paisagens lindas. Lima é a cidade mais gastronômica da América do Sul, conta com atrações históricas, ruínas e um museu imperdível. Infelizmente muita gente passa batido por Lima e quero mostrar pra você que vale a pena esticar a viagem e curtir a capital do Peru.

Como chegar:

Lima é a principal cidade de entrada no país. Mesmo que você queira conhecer apenas Cusco e o Machu Picchu, certamente pousará em Lima. De São Paulo há voos diretos em operação pela Tame, Avianca e LATAM com duração de 5 horas. A Copa Airlines também faz voos frequentes com uma parada na Cidade do Panamá.

Onde se hospedar em Lima:

Recomendo o bairro de Miraflores, melhor localização para quem vai conhecer Lima a turismo. Também é a região com maior número de hotéis. Tive a oportunidade de conhecer dois lugares nessa região: Bayview Hotel e Radisson Decapolis.

Também me hospedei inúmeras vezes no bairro de San Isidro, uma região mais “business” porém belíssima e com ótimos hotéis. Em minhas viagens corporativas me hospedava no Swissôtel. Abaixo deixo o link para um artigo que escrevi com detalhes sobre esse tema.

3 opções de hotéis em Lima 

o que fazer em lima
Radisson Decapolis em Miraflores
o que fazer em lima
Banheiro gigante do Radisson

Dia 1: Voo + Restaurante Panchita

Embarcamos no final do dia em São Paulo e chegamos as 20pm em Lima. Deixamos as malas no hotel e corremos pro Panchita, um dos restaurantes do famoso chefe Gaston Acúrio. Ele revolucionou a gastronomia do Peru e faz um trabalho social lindo. Sem contar que sua comida é perfeita, um encontro de sabores através de fortes temperos e da diversidade de produtos que o país oferece.

De entrada provamos as famosas papas huancaina que são bolinhos feitos de purê de batata cobertos com molho huancaina . O prato principal foi um mini porquinho crocante e lomo saltado. Todos pratos típicos do interior do Peru que levam ingredientes locais; como o choclo (um milho gigante) e a salsa huancaina.

o que fazer em lima
Porquinho crocante
Lomo Saltado

Dia 2: Miraflores, Parque del Amor, Centro Histórico, San Isidro & The Lima Gourmet Food Tour – incluindo o bairro de Barranco

Começamos o dia com um passeio pelo “Melecón”, conhecido calçadão que fica na parte mais alta de Miraflores. Quando cheguei em Lima pela primeira vez fiquei impressionada em ver como a cidade fica no alto (vajam nas fotos), tem um calçadão bem na beira mar e outro lá em cima. Os dois ficam repletos de gente caminhando, correndo, andando de patins etc. 

Pegamos um passeio EXCELENTE  pelo centro histórico, veja aqui como comprar. Por que amamos tanto esse passeio? É muito rico de informações, rápido e prático. Você vai de van até o centro onde caminha com um guia por todos os edifícios históricos. Diante de cada local o guia nos deu uma breve explanação e por dentro contou e mostrou detalhes. Até uma simples esquina tomou outra proporção uma vez colocada em contexto.

A última parada do passeio é no bairro de San Isidro para uma caminhada pelo Parque del Olivar, um bairro lindo com casas charmosas e cheio de oliveiras. Por volta das 14pm voltamos para o malecón em Miraflores na altura do  Parque del Amor; uma praça com uma escultura romântica e belas vistas da cidade. Fomos caminhando até o shopping Larcomar (que também fica no calçadão), nele aproveitamos para relaxar pois a vista também é ótima e provar o tradicional ceviche em mais um restaurante do Gaston: o Tanta.

O shopping tem muitas lojas interessantes mas os preços são altos, o legal é que tem muitos restaurantes com vista, um mercadinho com produtos locais e típicos do Peru além de um quiosque de turismo que faz venda de passeios pela região, vale a pena dar uma paradinha nele.

No final da tarde embarcamos em um passeio muito legal também, especialmente voltado para quem AMA turismo gastronômico. The Lima Gourmet Food Tour: começamos com uma aula rápida de Pisco Sour em um bar badalado da cidade, próxima parada foi um restaurante com comidas & bebidas típicas da parte peruana da Amazônia, depois fomos ao famoso restaurante Huaca Pucllana que fica dentro das ruínas Huaca Pucllana, é lindo jantar por ali e nele provamos uma diversidade grande de finger foods, inclusive a sobremesa e pra fechar a noite fomos ao bairro Barranco, lugar onde a noite acontece.

Dia 3: Lima: Museu Larco, Parque das Águas & Jantar no Chiffa Madame Tusan

Neste dia saímos cedinho rumo ao Museu Larco, fizemos parte da rota caminhando pelo calçadão e depois pegamos um táxi pois, ele fica bem distante de Miraflores. O museu é todo colorido, desde a entrada você caminha por árvores que alegram a alma de qualquer ser humano. Há duas exposições: uma principal que conta a história do Peru através das artes: pinturas, esculturas etc..

A segunda exposição é bem engraçada rs, conta a história do sexo no Peru, também através de esculturas da época Inca. Não entre com as crianças nessa sala por favor!! De qualquer maneira não deixe de ir no Museu Larco, é muito interessante e um passeio bem gostoso, tem um restaurante no jardim para quem se interessar.

Aproveitamos o táxi de volta e paramos no Chiffa Madame Tusan, um restaurante que oferece uma fusão da comida peruana com a chinesa. O Peru é muito famoso por suas fusões culinárias em virtude da grande miscigenação da população. Além da Chiffa outra muito famosa é a Nikei: fusão da culinária japonesa com a Peruana e o restaurante perfeito para provar essa delicia é o Osaka (preparem o bolso rs).

No Madame Tussan provamos dois pratos com legumes diversos, frango e carne + os temperos que são incríveis, cada mordida um sabor diferente. Aproveitamos para provar a Chicha Morada, uma famoso refresco feito do milho roxo deles. Depois a ideia era fazer algumas compras pela região do parque Kennedy, fomos caminhando até lá mas desistimos das compras pois o parque estava lotado, só passeamos pelo e fomos ao hotel para descansar um pouco.

Dica prática: use e abuse do táxi em Lima: é barato e confiável. Mas não se assuste pois os motoristas dirigem extremamente rápido e os carros nem sempre são bem conservados, relaxa e aproveita afinal, é uma das poucas capitais mundo afora onde você pode circular de táxi pra cima e pra baixo$$.

Por volta das 18pm, pegamos um táxi para o Parque das Águas: um lindo complexo onde águas e luzes dão shows em fontes gigantes. Quem estiver viajando com crianças esse é um passeio obrigatório, tem fontes com as quais a moçada interage, passa no meio etc.. Além de uma casa de ponta cabeça. O passeio não dura mais do que 2 horas (exagerando), com isso encerramos a noite jantando no Larcomar novamente, tomamos um drink no Mango’s e depois jantamos no Popular, provamos os anticuchos espetinhos de coração de boi, sabor bem forte mas gostoso.