El Calafate na Patagônia Argentina e tudo que você precisa saber

Você já visitou algum lugar que fez com que sua respiração parasse por um minuto? Um sentimento de emoção tão grande, tentando entender se aquilo a sua frente é realmente real? Essa foi minha reação ao chegar até as geleiras de El Calafate na Patagônia Argentina. Deu um frio na barriga quando vi tudo aquilo, bem ali, na minha frente!

Em frente a Spegazzini

Me dei conta que o ser humano jamais poderá fazer algo de tal grandeza, tão lindo, exuberante e poderoso. Quando meu coração estava voltando ao seu estado normal escuto um som deliciosamente emocionante: um bloco de gelo se desprendendo da imensa geleira e caindo no mar. Assim é El Calafate, entrou no clima?

El Calafate fica na Patagônia Argentina, encostada com o Chile e um pouco acima do fim do mundo (Ushuaia), é muito famosa por ser a cidade mais próxima do Parque Nacional de Los Glaciares onde estão 47 geleiras sendo as mais famosas Perito Moreno, Upsala & Spegazzini. O parque nacional é a segunda maior área de geleiras do mundo perdendo somente para a Antártida. A cidade também é famosa por ser confortável e aconchegante, com poucas ruas e todas repletas de turistas, lojas, bares, restaurantes, sorveterias, chocolateiras e cafés 🙂 Sim, é um lugar saboroso rs.

Como chegar:

Os vôos do Brasil até lá fazem escala em Buenos Aires ou Santiago, são operados pela Gol, Aerolíneas Argentinas e LATAM. Outra opção é incluir El Calafate em seu roteiro de viagem ao Ushuaia, muita gente opta por um roteiro de 7 a 10 dias pela região e começando por Ushuaia, da “Terra do Fogo” até El Calafate você pode ir com voos de 1 hora operados pela LATAM e Aerolíneas. Também pode usar ônibus, apesar de não ser uma viagem recomendada pois o trecho é longo (10 horas) e bem complicado.

Como circular:

No aeroporto tome um táxi do para o hotel; é bem próximo e custa mais ou menos U$30. Procure ficar hospedado por perto da Avenida Del Libertador San Martin, tudo acontece ali em volta. Dessa maneira dá pra fazer praticamente tudo caminhando tomando um táxi apenas quando estiver com muito frio ou muito cansado.

Apenas o Glaciarium  (museu sobre as geleiras e bar de gelo) fica mais distante porém, há um ônibus gratuito com saídas de 15 em 15 minutos na Playón de la Secretaría de Turismo, duas quadras acima da Av Del Libertador. Tenha em mente que o Parque Nacional de los Glaciares (reserva onde estão as geleiras) fica longe e não deve ser explorado por conta própria ao menos que você seja especialista no assunto, caso contrário a melhor forma de visitar as geleiras é contratando os serviços das operadoras de turismo locais.

Entrada da cidade pela Avenida del Libertador

Sobre os passeios as geleiras:

Eu recomendo meu fiel escudeiro e parceiro Viator para a compra dos passeios guiados, te buscam e trazem de volta no hotel, geralmente oferecem guias, já incluem todas as entradas (inclusive as do parque nacional) etc. Sempre opto por esse tipo de passeio pois acho mais seguro e compro com a Viator pela confiança, mesmo as vezes sendo um pouquinho mais caro do que deixar pra comprar na hora.

São diversas opções de passeios que você pode fazer por lá, vou listar abaixo os que acho mais interessantes. Começando pelos dois primeiros que acho imperdíveis, como tive poucos dias foram os que eu fiz 🙂

Passeio de Barco por Upsala e Spegazzini

Escalada (ou 1/2 escalada) na galeira Perito Moreno (se você não é muito aventureiro pode considerar o passeio abaixo, mas não deixe de visitar essa geleira em hipótese alguma, é magnifica)

Visita a geleira Perito Moreno com passeio de barco opcional

Passeio de barco gourmet pelas geleiras de El Calafate

Dia de passeio até Torres del Paine National Park (patagônia chilena)

Passeio até Upsala com Estancia Cristina

Quando ir:

O clima é frio quase que o ano todo, mesmo no verão você pode pegar dias com mínimas de 7 graus e máximas de 12, sobre as geleiras sempre é frio e pode nevar em todas as épocas do ano. Com isso, apesar de ser um destino tipicamente de inverno, a melhor época para ir é no verão quando o frio é mais tolerável: de Outubro a Maio. Mesmo no verão faz bastante frio por lá (fui em Agosto e vejam as blusas rs), nunca vi uma foto de ninguém de bermudinhas por lá. Caso você opte por ir fora desses meses esteja preparado para um frio intenso! 

Friozinho de Agosto

Onde se hospedar:

A escolha do hotel é muito importante pois a cidade é pequena, você vai fazer muita coisa caminhando e faz frio o ano todo. Outro fator interessante na escolha do hotel é considerar uma piscina aquecida, muita gente faz trekking sobre as geleiras e gosta de relaxar nas piscinas aquecidas dos hotéis depois (fiz isso e AMEI). Recomendo dois hotéis:

Unique Luxury Patagonia Hotel: optei por ficar neste hotel por ser muito bem localizado e por ter a piscina mais linda de todas rs. Ele fica bem no final da Libertador em um ponto mais alto, proporciona uma linda a vista da cidade e o hotel em si é excelente. Mesmo no ponto mais distante da Libertador você está a menos de 5 minutinhos caminhando do coração do centro. 

Esse é o Hotel The Luxury Pataonia

Vista do hotel The Luxury

Hotel Quijote: atendimento excelente, localizado no coração da cidade, os quartos são extremamente confortáveis e com uma decoração rústica. O único desconforto desse hotel é que não tem piscina, algo comum para a região, tirando isso super recomendamo esse hotel, fui conhecer e gostei muito.



Booking.com

Roteiro de 4 dias:

Dia 1: City Tour+ Museu Glaciarium + jantar para provar Cordeiro em Fogo de Chão

O Glaciarium é um museu que irá explicar certinho a origem, formação e tudo mais sobre as geleiras ao redor do mundo, inclusive as que você irá visitar nos próximos dias de viagem. Ao sair do museu você pode tomar um drink no bar de gelo, bem interessante pois é todo de gelo mesmo: mesas, cadeiras, copos e toda a decoração.

No fim do dia sugiro tomar uma cervejinha no pub Borges y Alvarez Libro Bar que fica em um corredor cheio de lojinhas muito charmoso. O pub tem uma característica interessante e uma decoração descontraída com frases famosas e inspiradoras por todos os lados, além de prateleiras repletas de livros e revistas. A comida é muito boa e a cerveja é de produção artesanal.

Nesta noite prove um Cordeiro em Fogo de Chão no restaurante La Tablita, não deixe de fazer reservas pois é o lugar mais disputado da cidade. Ao fundo do La Tablita você encontrará uma enorme escadaria para um ponto altíssimo da cidade com uma linda vista.

A cidade de El Calafate acontece toda ao redor da Avenida del Libertador

Beco onde fica o Libro Bar

Esse é o bar de gelo que fica dentro do Museu Glaciarium

Até os copos são de gelo rs

É assim que é feito o tradicional Cordeiro de Fogo de Chão

Dia 2: Escalada (ou passeio de barco) até Perito Moreno + jantar no Mi Rancho

Perito Moreno é a principal geleira da região, linda e imensa (5kms de largura e 70 metrôs de altura). Você pode fazer um passeio de escalada até por ela ou um passeio de barco. Ambos os passeios farão uma parada nas famosas escadarias de onde você consegue ver a geleira de frente e ter a real sensação do tamanho da bichinha.

Já a escalada requer um pouco mais fisicamente mas vale MUITO a pena, eu me emocionei inúmeras vezes lá em cima vendo crateras, lagos naturais e muitos outros aspectos que demonstram a força da natureza. Também existe a opção de fazer apenas parte do percurso da escalada. Qualquer um dos passeios sai cedinho e volta as 15pm. Aqui nesse post eu mostro um pouquinho mais como é o passeio de escalada.

Neste dia recomendo curtir um pouco a piscina do hotel e relaxar antes de sair pra jantar. E minha dica de restaurante para essa noite fica com o Mi Rancho, o melhor restaurante de todos!!!  Precisa de reservas pois é pequeno e maravilhoso, então muito disputado. Se o dono estiver “around” bata papo com ele, ele fica o tempo todo circulando pelas mesas e é gente fina pra caramba, me deu até um Tiramisú de sobremesa rs. Provei o cordeiro e estava sensacional, sabor perfeito.

A gastronomia argentina já é deliciosa e muito bem elaborada, em El Calafate você vai entender bem o que é isso. Bons vinhos, carnes macias e saborosas, massas frescas, sobremesas elaboradas e muita carne de cordeiro por todos os lados. Então não deixe de sair pra jantar pelo menos umas duas noites.

E chegamos ao Perito Moreno – SENSACIONAL & IMPRESSIONANTE! Assim, desse tamanho rs.

Perito Moreno mais de perto

Quando descola um bloco de gelo e cai na água então? É de arrepiar!

Essa primeiras fotos são da vista da escadaria antes seguimos para nosso trekking sobre a geleira

Em volta da geleira você vai encontrar um monte de frutinhas como essa da foto. Se chama El Calafate

Durante nossa passeio de escalada

Algumas das belezas que encontramos durante o passeio

E depois de muita neve, muito frio e muito gelo, um drink pra aquecer e celebrar a caminhada

Dia 3: Passeio de barco pelas geleiras Spegazzini e Upsala + jantar no El Cucharon + Cassino

São duas geleiras lindas, a Spegazzini vem de cima dando a impressão que o gelo cai do céu. O passeio faz paradas em frente elas para fotos, porém os melhores lugares do barco são disputadíssimos, então fique de olho. Além disso o trajeto é todo encantador com diversos pedaços enormes de gelo que se deslocam das geleiras e deixam a paisagem linda.

Como esse passeio retorna mais cedo, dá pra programar uma visita ao cassino antes ou depois do jantar. Também dá tempo de sair as compras de souveniers, geleias e pimentas (todas deliciosas por sinal). Nesta noite jantamos no El Cucharon que fica bem pertinho do Mi Rancho e te digo uma coisa: prove as empanada de cordeiro patagônico!! SeNhOr!! 

Algumas das geleiras que se deslocam dos grandes glaciares e ficam a deriva na água

A caminho das geleiras com o passeio de barco. Upsala e Spegazzini

Essa é a geleira Spegazzini

Essa é a geleira Upsala

Restaurante El Cucharon

O cordeiro + a massa de cordeiro

Restaurante El Cucharon e as empanadas de cordeiro divinas!

Eu tenho uma parceira de viagens, a Aline, que AMA sobremesas rs

Fachada do Cassino

Libro Bar a noite

Dia 4: Passeio até Torres del Paine no Chile ou Morro Fitz Roy (cidade de El Chalten)

Não fiz esses passeios pois fiquei apenas 3 dias mas recomendo fortemente colocar mais um dia na sua viagem para um deles, Torres del Paine por exemplo, me pareceu incrível. São passeios por morros nevados em meio a cordilheira com paradas em lagunas lindas. Eu ainda volto para conhecer esses dois lugares.

Se você pensa em fazer um roteiro mais longo pela Patagônia e incluir Ushuaia por exemplo, acho uma ideia excelente. Eu não fui porém tenho uma indicação de leitura para você: Blog O Melhor Mês do Ano foi e conta tudo sobre Ushuaia aqui nesse post.

Acho que é isso! El Calafate é um lugar incrível e que vale muito a pensa ser explorado. Ao lado do Brasil, fácil acesso, não é muito caro e oferece uma beleza natural para todos os gostos, além de uma gastronomia de ponta.


Suas reservas com os parceiros Turistando com a Lu

booking cxbncv7e0ug4s8c mondial-seguros viator

Viagem com segurança e tranquilidade.
Compre seus passeios com a Viator & Turistando com a Lu

Viator

Você já visitou algum lugar que fez com que sua respiração parasse por um minuto? Um sentimento de emoção tão grande, tentando entender se aquilo a sua frente é realmente real? Essa foi minha reação ao chegar até as geleiras de El Calafate na Patagônia Argentina. Deu um frio na barriga quando vi tudo aquilo, bem ali, na minha frente! Me dei conta que o ser humano jamais poderá fazer algo de tal grandeza, tão lindo, exuberante e poderoso. Quando meu coração estava voltando ao seu estado normal escuto um som deliciosamente emocionante:…

Review Overview

User Rating: 4.61 ( 1 votes)
0

Sobre Luciana de Campos Assis

Turistar é minha vida! Cada viagem é única, transformadora e sempre apaixonante! Um vício mais do que delicioso! Já conheci cerca de 20% desse mundo; 122 cidades visitadas em 31 países e a parte mais gostosa é voltar pra casa e contar todos os detalhes aos leitores da Turistando com a Lu.

3 comentários

  1. Adorei o post!
    Me deu saudade da viagem que fiz para lá… com certeza foi um dos lugares mais incríveis que pude conhecer até hoje.

    Uma dica para quem for: Não dei de fazer o trekking na geleira, porque parece ser muito difícil mas não é. Quando fui, minha turma era de 70% de pessoas acima de 50 anos e eles davam um baile nos mais novos… hehehe…
    Fiquei no Luxury e super recomendo, apesar da distância do centrinho, a caminhada era sempre agradável.

    Nota 10 pro site!!
    Parabéns Lu!!

    • Marcela muito obrigada pelo comentário! Vamos para lá matar as saudades? Rs. As geleiras são coisas de outro mundo não é? Ma vcs já foram para Mendoza? Acho que vão gostar muito de lá tbm!

Deixe seu comentário aqui