O que fazer em Hiroshima e Miyajima – roteiro de 2 dias

Vamos falar sobre o que fazer em Hiroshima e Miyajima no Japão e também um pouco da história trágica que assolou Hiroshima. O mais devastador desastre nuclear na história do mundo, infelizmente causado pelo próprio ser humano. Um lugar onde senti uma profunda tristeza ao mesmo tempo que senti muita alegria em ver a renovação, a força de vontade e a união que tomou conta do país todo após o desastre.

 

*O que fazer em Hiroshima e Miyajima foi atualizado em Agosto de 2018

Bem vindos a bela Hiroshima
Monumentos e mensagens lindas por todos os cantos da cidade

Em 6 de Agosto de 1945, a cidade de Hiroshima no Japão acordou com o céu em chamas. As 8:15am eles sofreram o maior e mais terrível ataque da história do mundo. Os Estados Unidos despencaram uma bomba nuclear sobre a cidade causando praticamente a devastação do povo local, foi o primeiro ataque nuclear ocorrido na história humana. Milhares de pessoas morreram ou ficaram gravemente feridas, intoxicadas e contaminadas para o resto de suas vida. 

Vou listar alguns fatos que pude aprender no museu da cidade antes de sugerir um roteiro por lá:

– A bomba nuclear, feita de urânio, foi criada com o intuito de forçar o término da segunda guerra mundial ou seja, a rendição dos japoneses.

– A segunda guerra já havia se encerrado quando a bomba foi derrubada em Hiroshima no dia 6. Isso significa que os japoneses já haviam se rendido, por que a bomba foi lançada então?

– Há quem defende a tese de que era necessário justificar todo o dinheiro gasto com a produção da bomba, por isso ela foi utilizada mesmo após o término da guerra.

– Há também a história de que os japoneses enganaram os Estados Unidos “se entregando”. No entanto estavam ganhando tempo para planejar o ataque de Pear Harbour.

– Foram mortas mais de 300 mil pessoas com o ataque. Milhares de outras pessoas sofreram por anos e anos com doenças como câncer, infecções, inabilidades e deficiências de órgãos e membros,

– Somente um edifício na cidade (foto no post) não foi inteiramente destruído. Tudo derreteu!! Se os prédios e ruas se acabaram, imagina o efeito da bomba nos seres humanos?!

– Minutos após o ataque, começou uma chuva escura, forte e que queimava a pele ao cair sobre a população. Os relatos de pessoas que presenciaram a chuva podem ser encontrados no Museu Memorial da Paz e são de doer o coração,

– 3 dias depois do ataque em Hiroshima, os Estados Unidos lançaram uma segunda bomba sobre a cidade de Nagasaki matando cerca de 73 mil pessoas.

Cena catastrófica pós ataque

Após os ataques americanos, o povo japonês se tornou mais unido e desenvolveu um sentimento de reconstrução gigante. Atualmente a cidade de Hiroshima é linda, há flores colorindo todas as ruas, diversos monumentos em homenagem aos mortos, origamis em formato de passarinho (chamados tsuru) por todos os lados, ruas e parques repletos de árvores e um lago extremamente bem cuidado no centro da cidade. Até mesmo as ruínas do único prédio que sobreviveu aos ataques da bomba embeleza a paisagem.

 O por que de tantos tsurus por toda a cidade? Uma criança sobrevivente do desastre descobriu que estava com leucemia cerca de 10 anos após o ataque. Sadako, como era chamada, fez mil origamis em forma de passarinho pela paz mundial e pela saúde de todos os sobreviventes ao ataque. Infelizmente Sadako faleceu mas sua história e luta pela paz ficará eternamente em todos os corações japoneses. Bem no centro de Hiroshima há uma estátua e um sino em homenagem a Sadako, linda e triste história!

Milhares e milhares de tsurus na praça em homenagem às crianças

Como chegar em Hiroshima:

A melhor maneira de viajar pelo Japão é de trem, independente da cidade que você vai sair pra ir conhecer Hiroshima, vá de trem. De Tóquio com trem bala leva cerca de 4 horas usando a linha JR Sanyo Shinkansen, veja aqui mais detalhes. Hiroshima está no Sul do Japão, bem distante das demais cidades turísticas, então recomendo coloca-la em seu roteiro como ponto final da viagem.

Em um roteiro básico pelo Japão, comece por Tóquio, siga para Yokohama, Nagoia, Kyoto, Osaka e termine seu roteiro em Hiroshima. A linha de trem que liga Osaka a Hiroshima é a mesma mencionada acima, Sanyo Shinkansen, você deverá tomar o trem na estação de Shin Osaka.

Onde ficar em Hiroshima:

Melhor bairro para se hospedar na cidade é em Naka-ku, próximo ao Parque Memorial da Paz. Quanto mais perto do rio mais bonito é. Ficando nessa região dá pra conhecer tudo caminhando.  Minha recomendação de hotel vai pro Mitsui Garden Hotel Hiroshima, preço acessível, ótima infra, moderno e no coração do bairro.

Hotel Mitsui. Foto divulgação.

Quantos dias ficar:

Recomendo exatamente dois dias, nem mais, nem menos. Você vai entender pela lista de atrações que vou passar logo abaixo. Mas, basicamente você precisa de um dia para conhecer todas as atrações de Hiroshima (dá tempo de sobra) e um dia para ir até Miyajima. Mais do que isso é perder a oportunidade de conhecer outros lugares incríveis no Japão 🙂

O que fazer em Hiroshima e Miyajima (finalmente a parte legal rs):

Dia 1: atrações em Hiroshima

Parque Memorial da Paz: é aqui que estão praticamente todas as atrações da cidade. Recomendo começar a caminhada pela “Cúpula da Bomba Atômica“, o único edifício que ficou parcialmente em pé após o ataque nuclear. Atravesse o rio Ota e vá conhecer Children´s Peace Memorial, onde estão milhares de tsurus e a homenagem a Sadako. Em uma curta caminhada sentido o Museu Memorial da Paz, você passará por um lindo monumento que foi criado com a cúpula da bomba ao fundo (veja na foto).

Também há uma chama que fica permanentemente acesa nesse parque, o intuito é conscientizar o mundo sobre o real impacto das armas nucleares. Por fim, reserve cerca de duas horas para conhecer o museu e uma caixa de lenços, é muita imagem e objeto surpreendente. Vale muito a pena passar por todo o museu com calma, para entender e vivenciar um pouco dessa tragédia.

Na sequência recomendo conhecer o Castelo de Hiroshima, dá pra ir caminhando e curtindo a paisagem. Pra fechar o dia você pode conhecer o Shukkei-en, um belíssimo jardim as margens do rio Ota, também dá pra ir caminhando. Mesmo que você já tenha conhecido a cúpula da bomba durante o dia, recomendo dar um pulinho nela a noite. Iluminada, ela deixa a paisagem bucólica e linda.

Começando meu passeio em um lindo dia de verão
Cúpula da Bomba Atômica
Todos os detalhes preservados
É de arrepiar!
Sino da Paz, também na praça
Essa é a intensidade com que os japoneses lidam com a tragédia
Memorial às crianças
Algumas das imagens fortes que vi dentro do museu
Se a garrafa derreteu dessa maneira, dá pra imaginar o que ocorreu com as pessoas?
A cúpula da bomba vista à noite

Dia 2: Itsukushima – Miyajima

Itsukushima é popularmente conhecida como Miyajima, uma ilha localizada na baia de Hiroshima. A ilha é conhecida por seu templo chamado Itsukushima, foi construído em 1168 por Taira no Kiyomori, o homem mais poderoso do país na época que acreditava ser essa ilha um local sagrado. Então muitas pessoas vão até Miyajima para agradecer. Para chegar até a ilha você precisa tomar um barco no porto de Hiroshima e a viagem leva cerca de uma hora.

Logo no barco você já avistará o famoso tori, um arco simbólico colocado em meio as águas para representar proteção à ilha. Ao desembarcar você pode curtir o movimento local do “centrinho”, tirar foto com veados (sim, há veados circulando pela ilha) e fechar o dia conhecendo o templo Itsukushima.

Uma outra sugestão é fazer tudo em um único dia podendo ser com passeios bate e volta de Kyoto ou Osaka. Talvez fique um pouco cansativo mas.. se você só tem 1 dia e não quer perder tempo trocando de hotel etc. é uma excelente oportunidade. Vou deixar o link de um passeio de confiança abaixo:

Passeio guiado por Hiroshima e Miyajima à partir de Osaka, Kyoto ou de Hiroshima

Chegando em Miyajima
Foto clássica ao desembarcar na ilha
Caminhando pelo “centrinho” da ilha
Super calmos os veadinhos
Templo Itsukushima
Mais um cantinho do templo Itsukushima
Faça parte do principal grupo com Dicas de Viagem para o Japão no Facebook:

 

 

Prato típico de Hiroshima:

Não da pra terminar esse artigo sem mencionar o okonomiyaki. Um prato típico japonês originário de Hiroshima e delicioso. Há dezenas de restaurantes que o oferecem no cardápio, minha sugestão é escolher um no qual você possa sentar em frente a chapa onde os okonomiyakis são feitos. Ou ainda em algum restaurante que você mesmo possa fazer o seu.

Okonomiyaki  é uma “panqueca” feita com diversos ingredientes; a massa é feita com uma farinha especial e caldo de peixe. O recheio pode variar muito, geralmente vai macarrão estilo yakissoba, repolho, outros legumes, peixes e/ou carnes, pode ir arroz, furikake (temperinho japonês) entre outras coisas. Todos os ingredientes vão pra chapa em uma ordem certinha pra panqueca ficar linda e firme e pra finalizar, colocam maionese, molho especial para okonomiyaki e katsuobushi que são lascas bem fininhas de peixe.

Esse estilo de restaurante que recomendo, de frente pra chapa
Preparação do Okonomiyaki
Okonomiyaki prontinho e delicioso

O que você precisa comer no Japão

Siga o blog pelas redes sociais:   

Planejando sua viagem em parceria com o blog:

bookingReserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis

Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom TURISTANDO5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto. 

cxbncv7e0ug4s8cAluguel de carro no mundo todo, com descontos de até 60%, em 12x sem juros e sem cobrança de IOF através da RentCars. Ela compara todas as operadoras atuantes de seu destino oferecendo melhores tarifas e condições. Flexibilidade e segurança para suas próximas Road Trips

Get Your Guide é uma opção que tem TUDO para sua viagem e com melhores preços; tours privados, transfers, ingressos fura filas, experiências e muito mais. Só o ingresso? Eles tem! Ingresso com transporte? Eles tem! Uma experiência completa por determinada região? Eles tem!

viator Tours guiados e privados, transfers e ingressos com a Viator Tours. Sua viagem toda organizada e independente com a Viator, a maior parte dos passeios são privados ou pequenos grupos, saída e retorno do seu hotel incluindo ingressos e transporte. Experiência completa.

Gostou do artigo sobre o que fazer em Hiroshima e Miyajima? Deixe seu comentário ali embaixo 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.