Japão e um pedacinho do paraíso chamado Okinawa

Quando pensamos em turismo no Japão pensamos em casinhas típicas, ruas estreitas, pessoas vestindo quimono, templos orientais e muito peixe cru certo? Certo em partes, ao visitar o país do sol nascente você certamente terá uma overdose de tudo isso mas.. já pensou em conhecer uma ilha paradisíaca com um mar azul cristalino e areia branquinha no Japão? Pois bem, vou contar sobre esse pedacinho do paraíso chamado Okinawa.

 

Okinawa é um complexo de ilhas japonesas localizada no  mar da China Oriental, um pouco acima de Taiwan. Como é a única parte do Japão que está localizada em uma zona sub-tropical e por ser banhada por águas estilo caribe ela é o refugio de verão dos japoneses e de muitos turistas do mundo todo. São 160 ilhas divididas em três arquipélagos: Miyako, Yaeyama e Okinawa.

Ficou sob o comando dos Estados Unidos de 1945 (logo após a segunda guerra mundial) até 1972 quando Richard Nixon resolveu devolver essa beldade ao Japão por questões políticas, há bases militares americanas até hoje espalhadas pela ilha, são utilizadas para testes.

Como chegar em Okinawa:

A principal ilha e local onde está o aeroporto comercial de Okinawa é Naha. Pra chegar até lá saindo de Tóquio ou Nagoia você pode pegar um voo com ou ir de trem. Ambas opções levam cerca de quatro horas e os preços compensam mais nos voos porém, se você já tem um passe de trem válido pra viajar pelo Japão precisa avaliar se realmente vai economizar. Para vôos dê uma espiadinha na Vanilla Air e Jetstar, companhias low cost, para trens confira as opções com a JRail.

Em meu roteiro recomendo dois dias em Naha para conhecer a parte turística da ilha e dois dias em algum hotel pé na areia. Nestes primeiros dias use táxi para chegar em seu hotel, já nos outros dias você certamente precisará de um transporte privativo que te levará até as praias mais paradisíacas, veja abaixo as opções de transporte:

Transfer para a chegada – aeroporto de Naha para principais hotéis de Okinawa

Transfer para saída – principais hotéis de Okinawa para aeroporto de Naha

Quando ir para Okinawa:

As temperaturas estão quentes o ano todo, no inverno (dezembro a fevereiro) as temperaturas chegam a mínima de 15 graus Celsius. Os meses de maio e junho são de chuva, então eu diria que o ideal para viajar para Okinawa é nos meses de março, abril, julho, agosto, setembro, outubro e novembro. Nesses meses a temperatura do mar chega a 25 graus Celsius.

Quanto tempo ficar em Okinawa:

Recomendo pelo menos quatro dias na ilha considerando que você fará dois dias completos de tours e dois dias completos de descanso à beira da praia. É uma maneira de conhecer um pouco das atrações turísticas que a ilha oferece e também curtir o mar.

O que fazer em Okinawa – Dia 1 Naha:

Neste primeiro dia fique por Naha mesmo, vá conhecer o Castelo de Shuri que foi declarado patrimônio da humanidade pela Unesco. Depois siga para o Peace Memorial Park que fica no extremo sul da ilha, nesta área você pode visitar diversos memoriais e um museu que conta toda a história da Batalha de Okinawa. Aos amantes de história; a ilha sofreu o maior ataque marítimo da segunda guerra mundial entre os meses de abril a junho de 1945. À noite saia para jantar e prove um Soki Soba, um macarrão ensopado estilo lamen que é feito com trigo sarraceno e pode ser servido quente ou frio, uma delícia.

Esse primeiro dia do roteiro dá facilmente para ser feito usando ônibus e um táxi ou outro. Deixe para contratar um tour privado no segundo dia de passeio pois o valor é bem carinho, não há muitas opções disponíveis online para deixar a viagem toda organizadinha antes de embarcar.

O que fazer em Okinawa – Dia 2 Nago:

Esse dia é ideal para contratar o tour privado. Como ele é customizado, peça ao motorista para seguir para Nago pela rota 58 que vai beirando o mar, você certamente fará diversas paradas para fotos lindas. Chegando em Nago recomendo conhecer o Nago Pineapple Park, um parque bem interessante e diferente onde você pode colher abacaxi, degustar os famosos mini abacaxis produzidos na ilha e muito saborosos (Okinawa é exportadora de abacaxi), tem até vinho de abacaxi lá. A segunda atração do dia deve ser o Okinawa Churaumi Aquarium que fica dentro do Ocean Expo Park, esse aquário é extremamente famoso pois foi o maior do mundo até 2005 quando abriu o Georgia Aquarium em Atlalnta nos Estados Unidos e ganhou o posto.

Pois bem, o Churaumi tem quatro andares de pura aventura rs, são peixes, tubarões e todo tipo de criatura que vive no fundo do mar, quem embarca com criança é uma parada obrigatória. No jantar peça uma entradinha chamada Goya Champuru; um refogado feito com pedacinhos de um legume típico da ilha, ovos e temperos diversos. Outra entrada que recomendo é o Umibudoh; conhecidas como Sea Grapes é uma espécie de alga marinha que vem com umas uvinhas, servido com um molho de soja mais azedinho, uma delícia.

Ingresso para entrada no Aquário Churaumi 

Tour privativo e customizado de Naha para Nago

Uma outra sugestão, mais econômica porém com opções apenas em inglês e um pouco mais cara, é contratar tours com a Japanican. Uma empresa local de viagens e passeios, veja aqui todos os tours por Okinawa. 

O que fazer em Okinawa – Dias 3 e 4 – sombra e água fresca:

Escolha uma das belas praias que a ilha oferece, selecione um hotel ou resort que tenha bons restaurantes e se possível all inclusive, coloque os chinelos e curta dois dias intensos de muito azul!!! As praias mais recomendadas para isso são: Okuma, Mibaru, Zampa, Sunset, Manza e Moon. Para estes dois dias o que mais vai pesar é a escolha de um bom hotel ou resort pois as praias não têm muita infra (nem de guarda sol e cadeira nem opções para comer e beber), também será difícil caçar mercados e restaurantes na região, justamente por que a maior parte dos turísticas acaba ficando mais tempo no hotel.

Quando fomos fiquei em dúvida entre Okuma e Manza e optamos por Okuma pois me encantei com o resort. Nos hospedamos no  JAL Private Resort Okuma Beach: pé na areia, praia privativa, completa infra na praia, piscina com bar molhado e 7 opções de restaurantes incluindo um especialista em cozinha de Okinawa. Somente o café da manhã está incluso porém você pode comprar alguns pacotes de refeições e bebidas, o preço do hotel também é razoável, nada de abusos.

Outra opção de hotel que considerei mas em Manza foi o ANA InterContinental Manza Beach Resort, mesmo esquema do Okuma porém um pouco mais cheio em virtude da quantidade de quartos do hotel. Para quem quiser ficar em algo com mais civilização recomendo Nago, se você se hospedar no Marriott Resort & SPA você vai aproveitar a praia e estar ao lado da cidade.

Algumas curiosidades: o povo da ilha de Okinawa é bem animado o que destoa dos japoneses no geral, também têm a pele mais moreninha em virtude do sol forte e como todo bom praiano: eles adoram uma cervejinha, tem até a própria cerveja: Onion (uma delícia).

O que trazer de lembrança de Okinawa? Recomendo trazer uma miniatura dos Shisas que são dois leões protetores posicionados um de frente ao outro, o povo da ilha acredita que eles nos protegem de todo o mal, você vai ver muitos deles por lá em portões, paredes, janelas etc. Quando eu fui a Okinawa acabei não curtindo os dois primeiros dias de passeios que recomendo aqui, optamos por ficar os 4 dias no resort para descansar o que foi excelente mas.. se pudesse voltar no tempo eu faria diferente e exatamente como recomendo aqui.

Entre para o maior grupo com dicas de viagem ao Japão no Facebook:

 

 

Siga o blog pelas redes sociais:  

Planejando sua viagem em parceria com o blog:

bookingReserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis

Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom TURISTANDO5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto. 

cxbncv7e0ug4s8cAluguel de carro no mundo todo, com descontos de até 60%, em 12x sem juros e sem cobrança de IOF através da RentCars. Ela compara todas as operadoras atuantes de seu destino oferecendo melhores tarifas e condições. Flexibilidade e segurança para suas próximas Road Trips

Get Your Guide é uma opção que tem TUDO para sua viagem e com melhores preços; tours privados, transfers, ingressos fura filas, experiências e muito mais. Só o ingresso? Eles tem! Ingresso com transporte? Eles tem! Uma experiência completa por determinada região? Eles tem!

viator Tours guiados e privados, transfers e ingressos com a Viator Tours. Sua viagem toda organizada e independente com a Viator, a maior parte dos passeios são privados ou pequenos grupos, saída e retorno do seu hotel incluindo ingressos e transporte. Experiência completa.

4 thoughts on “Japão e um pedacinho do paraíso chamado Okinawa

  1. Olá Lu! Adorei suas dicas! Devido ao seu blog resolvi tirar a carteira internacional para dirigir em Okinawa, mas pelo que entendi, esse PID não vale no Japão. Achei bem estranho. Vc dirigiu em Okinawa via PID? (será que as regras mudaram?) bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.