Ilha de San Andrés na Colômbia – dicas para uma viagem incrível!

Aqui eu vou compartilhar todas as dicas necessárias para você planejar uma viagem incrível a Ilha de San Andrés na Colômbia.

Conhecida pelo mar de 7 cores, a Ilha de San Andrés no Caribe é um paraíso. Um lugar para você vivenciar a cultura colombiana, descansar e curtir muitos tons de azul (e verde). Uma viagem perfeita para casais e famílias que viajam com bebês e crianças.

ilha de johnny cay
Ilha de Johnny Cay – foto Lu

Informações essenciais:

Seguro Viagem

Não é obrigatório no entanto é essencial. A ilha de San Andrés fica isolada e a probabilidade de você ter algum problema com atraso de voo, bagagens e outros itens logísticos é alta. Sem contar na cobertura médica e hospitalar garantida pelo seguro. A grande maioria dos passeios são feitos de barco em alto mar.

O seguro viagem também é super importante para imprevistos que podem interromper a viagem, foi exatamente o nosso caso em San Andrés. Tivemos um falecimento familiar no Brasil e precisamos encurtar a viagem pela Colômbia.

Compramos uma nova passagem de volta para retornar antes da data planejada. Gastamos no total 11 mil reais (entre passagens novas e multas por não comparecimento da outra passagem). Porém, a seguradora nos reembolsou 100% desse valor (que estava dentro da cobertura). Fechamos com a Affinity pela Seguros Promo.

SEGURO VIAGEM INTERNACIONAL COM até 10% de DESCONTO uma parceria especial para você Turistando com a Lu & SEGUROS PROMO. Clique aqui para mais detalhes e para solicitar seu orçamento com nosso desconto especial.

Vacina

É obrigatório ter vacina de febre amarela para entrar em qualquer destino da Colômbia. Veja abaixo como tomar a vacina e solicitar a sua carteira de vacinação online.

Como solicitar a carteira internacional de vacina conta a febre amarela

Visto & Taxa de Turismo

O visto de turismo colombiano é concedido no balcão de desembarque, não é necessário solicitar antecipadamente no Brasil. Contudo, para entrar na ilha de San Andrés é necessário pagar uma taxa de turismo. Ela tem um custo de 110.000 COP por pessoa (mais ou menos U$40) e o pagamento deve ser feito no momento do check-in com a companhia aérea ainda no Brasil.

Caso a ilha de San Andrés seja um segundo ou terceiro destino na Colômbia, essa taxa deve ser paga no check-in da companhia aérea do destino que antecede a visita a ilha. Por exemplo, fizemos Cartagena -> San Andrés e pagamos a taxa no balcão da LATAM em Cartagena das Índias.

Guarde seu cartão de turismo pois você precisará dele para sair de San Andrés.

ilha de san andrés na colômbia
Tarjeta de Turismo – foto Lu

Moeda & Custos

A moeda local é o peso colombiano (COP) e o melhor lugar para fazer o câmbio é em outras cidades fora de San Andrés (Cartagena, Bogotá etc.). No entanto, se você vai direto pra ilha, faça câmbio no aeroporto, a cotação é pouca coisa mais cara que as da ilha. E por que dou essa recomendação? Foi muito difícil de achar câmbio circulando pela ilha, há apenas duas casas de câmbio e nos dias que estivemos lá, elas estavam fechados em diversos horários.

ilha de san andrés na colômbia câmbio
COP – pesos colombianos – foto Lu

San Andrés é um destino econômico, passear, comer e beber por lá é super barato. Vou listar alguns dos principais preços aqui para você ter em mente.

1U$ = 2.900 COP

  • Táxi de/para o aeroporto considerando a praia de Spratt Brght: 15.000 COP por trajeto
  • Passeio de barco para Johnny Cay: 30.000 COP + 5.000 COP de taxa de turismo
  • Almoço em Johnny Cay: 30.000 COP
  • Cerveja, água ou refrigerante em Johnny Cay: 6.000 COP
  • Passeio de barco para Isla el Acuario: 15.000 COP (se feito junto com Johnny Cay, os dois saem por 40.000 COP e você ganha a parada em alto mar para ver as arraias)
  • Almoço em Isla el Acuario: 30.000 COP
  • Cerveja, água ou refrigerante em Johnny Cay: 6.000 COP
  • Jantar em San Andrés: entre 45.000 e 70.000 por pessoa incluindo uma entrada ou sobremesa e uma bebida
    • Hambúrguer no Beer Station com um chopp: 31.000 COP
    • Jantar no restaurante La Barcarola do hotel Casablanca – um prato de massa, uma cerveja e uma sobremesa: 49.000 COP
    • Uma pizza individual no Sea Watch Caffe: 35.000 COP
  • Cerveja, água e refrigerante no supermercado: 4.000 COP
  • Barraca guarda-sol com duas cadeiras e uma mesinha na praia de Spratt Bight (dia doto): 35.000 COP

Demais informações

A língua falada em San Andrés é o espanhol com um sotaque bem caribenho. Para circular pela ilha você pode usar táxi que é muito barato. O que eu realmente recomendo é ficar hospedado na região central que você fará tudo caminhando. Falarei mais adiante sobre hospedagem.

ilha de san andrés
Praia de Spratt Bight – foto Lu

Como chegar a Ilha de San Andrés:

Saindo do Brasil há três principais companhias aéreas que operam esse trajeto: a LATAM e Avianca com escalas em Bogotá e a Copa Airlines com escala na Cidade do Panamá. Se você vai de Cartagena das Índias para San Andrés pode usar a LATAM ou a Viva Air.

Quando ir e o polêmico tema das super lotações de turistas:

O clima é quente e com temperaturas médias de 32 graus Celsius o ano todo. Mesmo na temporada de chuvas, certamente estará quente e você pegará dias ensolarados entre pancadas espaçadas. Durante os principais meses do verão, o clima é muito quente com temperaturas beirando a casa dos 40 graus Celsius.

Melhor época para viajar para San Andrés é na baixa temporada em minha opinião. Primordialmente dentre os meses de Janeiro e Maio que a probabilidade de chuvas é menor. Usei o praiômetro do Viaje na Viagem como parâmetro e deu super certo (fomos em Maio).

  • Verão: de dezembro até abril
  • Inverno: de maio até novembro
  • Alta temporada: de janeiro até março
  • Baixa temporada: de abril até meados de outubro

Nesses meses de baixa temporada os preços são melhores e a ilha estará mais tranquila. E aproveito para entrar no tema polêmico das lotações pelas praias pela ilha de San Andrés. É um fato inegável, não dá pra dizer que elas são vazias e é exatamente por isso que viajar na baixa temporada é melhor.

Mesmo viajando em Maio pegamos as ilhas bem movimentadas, nada insuportável. Mas confesso que pensar no destino com 3x mais gente do que encaramos em Maio seria bem complicado. É muita gente pra pouco espaço de areia rs. Mas, se você não pode ir nesses meses e quer muito conhecer San Andrés VÁ FELIZ E CONTENTE.

No momento que eu vi aquele mar, aquele azul, aquela transparência, os peixes e tudo junto! O incomodo das lotações foi embora imediatamente. Neste caso recomendo levar uma dose extra de paciência e bom humor. Ah.. e garantir uma cobertura ampla de seu seguro viagem para os itens logísticos.

Onde se hospedar na Ilha de San Andrés:

A ilha de San Andrés tem 26kms de extensão e é toda banhada por mar de águas cristalinas. No entanto há muitas regiões ao longo dela com presença de corais a beira mar. Isso impossibilita que hotéis nessa área sejam pé na areia. Você terá acesso a praia sim, mas terá de passar pelos recifes. Um exemplo perfeito é a atração La Piscinita, veja a foto abaixo:

la piscinita ilha de san andrés
Foto commons.wikimedia.org

Também leve em consideração que comer pela ilha de San Andrés é muito barato e você pode estar desperdiçando dinheiro em hotéis all inclusive. E por fim, o melhor lugar para se hospedar na ilha é região da praia central próxima a praia de Spratt Bight.

Dali você vai caminhando ao porto de embarque pros passeios de barco, restaurantes, mercadinhos, lojas e feirinhas de rua. Nossa escolha de hotel foi para o Casablanca em virtude de várias recomendações que recebi de amigos e do Viaje na Viagem . E posso dizer que acertamos em cheio! Ele é o melhor hotel da ilha com toda certeza.

Falarei mais detalhadamente sobre o Casablanca em outro artigo mas vou resumir aqui os benefícios do Casablanca: localização, preço justo, café da manhã maravilhoso (incluindo champanhe), quartos com vista, cama incrivelmente deliciosa, berço pro baby e piscina com hidromassagem. E sim, tem água quente no chuveiro o tempo todo (problema comum em muitos hotéis da ilha).

O Casablanca e o Decameron Isleño (ambos na praia de Spratt) foram os únicos hotéis que consegui categorizar como “pé na areia”. O problema do Decameron é ser all inclusive e não acho que vale pagar o preço. A piscina dele certamente é maior e com mais estrutura mas, a do Casablanca atendeu a nossa demanda perfeitamente.

ilha de San andrés
Praia de Spratt Bight em frente ao Hotel Casablanca – foto Lu

O que fazer na Ilha de San Andrés:

A primeira coisa que você deve fazer na ilha de San Andrés, assim que desembarcar, é tirar os calçados e vestir os chinelos. Chegando em seu hotel peça um drink e enjoy! Curtir o clima caribenho, relaxar, sentir o cheiro de mar, ver o sol se pôr, amanhecer com o barulho das ondas e passar vários dias curtindo praia.

ilha de san andrés na colômbia
Drink de boas vindas do hotel Casablanca – foto Lu

É isso que tem pra fazer em San Andrés rs. Ah, esqueci de falar, comer bastante peixe fresquinho também deve figurar sua lista. Mas vamos lá, vou listar aqui as atrações e resumir o que cada uma é. Também vou deixar os links pros passeios e no final montar um roteiro pra vocês.

Ilha tour de bug:

Esse deve ser o seu primeiro passeio, alugar um bug e dar a volta na ilha. Você pode passar 4 horas com o veículo ou o dia todo. Recomendo passar o dia todo para conhecer um pouco de cada atração e poder retornar em alguma delas com calma no dia seguinte. E quais são elas?

  • Cocoplum – praia com água bem tranquila, é onde está a ilhota de Rock Cay e o navio encalhado.
  • Spratt Bight – que já falamos mais acima, é a praia central e também conhecida como Peatonal

Observação importante sobre Cocoplum, você pode ir caminhando pelo mar se apoiando em algumas cordinhas até Rock Cay. Fique atento apenas de onde deixar o seu bug pra não ter problemas no final do passeio.

Vou dar a minha opinião sobre ficar nessas praias 🙂 Acho que o passeio de bug é válido pra conhece-las mas.. Pra curtir o dia e relaxar fique na praia Spratt Bight que certamente será mais perto de seu hotel e é tão bela quanto as demais praias da ilha de San Andrés. Além de ser centralizada e estar próxima de lojas e restaurantes.

ilha de san andrés no caribe
Spratt Bight – foto Lu
ilha de san andres
Pier da Spratt Bight – foto Lu

Passeios de barco para Johnny Cay, Isla el Acuario e Mantarayas

Esse é o principal passeio da ilha. Você pode faze-lo em único dia ou em dias separados. Escolhemos fazer tudo de uma vez pois estávamos com o Edu (1 ano e 5 meses), então aproveitamos os demais dias para descansar na praia. O cansaço de locomoção em barco aconteceu de uma vez.

Johnny Cay – é LINDA! Paradisíaca, sem palavras para descrever as cores e tonalidades de azul dançando em uma sintonia transparente perfeita! A ilha tem banheiros, restaurantes, bastante espaço verde para se jogar na sombrinha, tendas e cadeiras de praia para aluguel.

Dá pra passar o dia tranquilamente na ilha, os barcos saem um pouco antes das 9am de San Andrés e retornam as 13pm ou as 15pm. O passeio NÃO inclui almoço mas o seu barqueiro vai oferecer e vale a pena comprar direto com ele sim, fica tudo organizado pra você apenas curtir a praia.

O ideal é pegar o primeiro barco as 9 ou antes caso tenha disponibilidade. É importante chegar cedo no porto de embarcação (que sai do pier de Spratt Bight), principalmente para pagar a taxa de turismo da ilha no porto.

Compramos o passeio no quiosque central que fica no calçadão da Spratt Bight com a Cooperativa Coonative Brothers (é bem fácil de localizar, um quiosque amarelo e verde). Logo pela manhã encontramos o nosso guia ali em frente e ele nos acompanhou até o porto e nos auxiliou no pagamento da taxa.

Ilha de San Andrés Colômbia (8)
Porto de embarque em San Adnrés – foto Lu
Ilha de San Andrés Colômbia (8)
Quiosque onde você pagará a taxa de turismo – foto Lu
johnny cay na colombia
Chegando em Johnny Cay – foto Lu
Ilha de San Andrés Colômbia (8)
Infra da ilha, tem muita sombra por conta dos coqueiros. Também há muitos restaurantes e lojas de artesanato. No entando é melhor fechar o almoço direto com seu barqueiro. Foto Lu
ilha de johnny cay
Parte da praia onde não pode nadar por conta dos barcos -vazia né? Foto Lu
Ilha de San Andrés Colômbia (8)
Parte da ilha onde pode nadar – lotada rs. Foto Lu
Ilha de San Andrés Colômbia (8)
Mas a parte de trás da ilha, apesar de ter muitos corais, é SUPER tranquila – foto Lu
Ilha de San Andrés Colômbia (8)
Nosso almoço estava delicioso – foto Lu

Isla el Acuario – são piscinas naturais que se formam entre os recifes. Nelas você pode fazer snorkel para ver os peixinhos. Dela você também pode ir caminhando pode dentro do mar rasinho para a ilha de Haynes Cay que tem um pouco mais de infra.

No aquário não há guarda sol, cadeiras de praia para alugar ou restaurantes. Você encontra apenas um bar (que te cobra 10 mil COP para sentar nas cadeiras, mesmo que você esteja consumindo bebidas dele). Também encontra ambulantes vendendo frutas, bebidas, espaço nos armários, sapatilhas e snorkel para mergulho.

Mesmo na ilha Haynes não encontramos guarda sol e foi perrengue ficar tanto tempo com o Edu exposto, por isso recomendo o passeio logo após Johnny Cay assim o tempo é curto. Mas, valeu MUITO a pena ir até a Isla El Acuario pois é um lugar lindo, que água maravilhosa.

Estava tão gostosa que o Edu não queria sair das piscinas naturais, amou ver os peixinhos e brincar com as pedrinhas dos corais. Foi lindo!

o que fazer na ilha de san andres
Isla el Acuario – foro Lu
isla el acuario ilha de san andres na colombia
Eu e Edu procurando peixinhos, na verdade ele estava procurando e eu gerenciando pra ele não pular na água com os recifes rsrs Foto Lu

Para em alto mar para ver as “Mantarrayas”:

No trajeto de volta das ilhas (seja ela Johnny Cay ou Acuario) os barcos fazem uma parada em alto mar para mergulhar com arraias. É uma parada de 15 minutinhos e bem bonita. No entanto eu tenho um pouco de medo e fiquei dentro do barco rs.

o que fazer na ilha de san andrés no caribe colombiano
Parada em alto mar para ver arraias – foto Lu

Compras em lojas Dutty Free:

A ilha de San Andrés é um paraíso livre de impostos e as lojas são quase todas dutty free. Além disso, muitas delas oferecem descontos especiais quando você compra mais que um produto. Elas estão espalhadas pela zona central e tem o horário de funcionamento limitado na baixa temporada. Na semana que estivemos lá elas abriam no final do dia apenas (por volta das 16:30pm).

E o que vale a pena comprar? Perfumes, maquiagem e óculos de sol. Os demais itens como bolsas, malas, algumas peças de roupas de marca estavam mais caras que os preços de dutty free de aeroporto. No entanto os itens que valiam a pena, com os descontos ficavam cerca de 10% mais baratos que no aeroporto.

Minha referência de comparação é do aeroporto de Guarulhos em São Paulo.

Roteiro pela ilha de San Andrés:

  • Dia 1: chegada e descanso, aproveite o centrinho, as lojas duty free e seu hotel
  • Dia 2: ilha tour de bug – parando em Cocoplum (Rock Cay), San Luis e Soud Bay
  • Dia 3: passeio até Johnny Cay, Acuario e Mantarrayas
  • Dia 4: descanso entre o hotel e a praia de Spratt Bight
    • Neste dia aproveite a calmaria para ver o por do sol no Beer Station
  • Dia 5: + descanso entre o hotel e a praia de Spratt Bight

Se você tem pelo menos mais dois dias inteiros antes do dia de retorno, vá para ilha de Providencia. Mas apenas se você tiver esse tempo extra e deseja explorar mais de San Andrés. Não acho que o custo de locomoção pra Providencia (avião) faça o passeio de um dia valer mais que Johnny Cay e El Acuario, muito pelo contrário.

ilha de san andrés
Por do sol do Beer Station – foto Lu

Atrações que você deve evitar :

Em minha humilde opinião, evite La Piscinita, Morgan’s Cave, me pareceram

Cayo Bolívar – está fechado sem data para reabertura. O motivo? Multidões de turistas prejudicando o lugar!

Onde comer na ilha de San Andrés:

Aqui vai uma listinha de restaurantes pela ilha de San Adnrés e os que mais gostamos foram o La Barcarola do Casablanca e o The Beer Station pelo clima descontraído.

  • Restaurantes do hotel Casablanca:
    • Restaurante Tropical – self service no almoço, maravilhoso para quem viaja com crianças.
    • Sea Watch Caffe – preços ótimos e doces lindos <3
    • Mahi-Mahi (asiático) – provem o Pad Thai e os Dumplings de camarão, estavam deliciosos!
    • La Barcarola – italiano de peso, os pratos são bem grandes e o sabor ótimo.
  • La Regatta – uma opção cara e bem sofisticada, não fomos por conta do Edu que adora uma bagunça no restaurante mas recebi muitas indicações dele.
  • Beer Station – pratos em estilo americano com chicken wings e hambúrguer. Adoramos pois não é caro e o por do sol dali é lindo demais.

Ilha San Andrés com crianças?

Sim, vale muito a pena ir com bebês e crianças para San Adnrés. Apesar do acesso não ser com voo direto, você pode notar acima que o roteiro é bem tranquilo. O mar é uma piscina, todos os restaurantes que fomos tinham cadeirões, berço no quarto do hotel e há parquinhos pela cidade. Adoramos viajar pra lá com o Edu e ele também rs.

Salve esse artigo em seu Pinterest:

 

Planejando sua viagem em parceria com o blog:

bookingReserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis

Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom TURISTANDO5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto. 

cxbncv7e0ug4s8cAluguel de carro no mundo todo, com descontos de até 60%, em 12x sem juros e sem cobrança de IOF através da RentCars. Ela compara todas as operadoras atuantes de seu destino oferecendo melhores tarifas e condições. Flexibilidade e segurança para suas próximas Road Trips

Get Your Guide é uma opção que tem TUDO para sua viagem e com melhores preços; tours privados, transfers, ingressos fura filas, experiências e muito mais. Só o ingresso? Eles tem! Ingresso com transporte? Eles tem! Uma experiência completa por determinada região? Eles tem!

viator Tours guiados e privados, transfers e ingressos com a Viator Tours. Sua viagem toda organizada e independente com a Viator, a maior parte dos passeios são privados ou pequenos grupos, saída e retorno do seu hotel incluindo ingressos e transporte. Experiência completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.