Vinícolas Valle do Uco, o melhor passeio em Mendoza

Ahh Mendoza, um lugar tão apaixonante. E conhecer as vinícolas Valle do Uco foi o melhor passeio que fiz por lá, na realidade fiquei pouco tempo na região mas segui muitos conselhos priorizei o Valle do Uco. Não me arrependo nenhum pouco, o que conheci foi impressionante!! Mendoza é cercada de diversas regiões produtoras do vinho Malbec e Valle do Uco é uma delas.

Neste dia de passeio as vinícolas Valle do Uco saímos logo cedo com uma van rumo a região para conhecer a Domaine Bousquet, a Andeluna e a Salentein. Todas excelentes e com uma paisagem enlouquecedora: céu completamente azul, morros com o pico nevado e grandes casas tradicionais à beira de parreiras de uva quase infinitas. Sentiu o clima?

Passeio até as Vinícolas Valle do Uco em Mendoza – Argentina

Sobre o Valle do Uco: é uma das principais regiões produtoras de uvas Malbec do mundo, são 13.000 hectares de produção sendo a maior parte propriedade de holandeses e franceses. Muito procurada por investidores do mundo todo por ter as condições perfeitas para a produção em elevada altitude. As Vinícolas Valle do Uco ficam a cerca de 1200 metros. Bom, vamos falar de como foi o passeio então.

A primeira parada do passeio vinícolas Valle do Uco foi em Tupungato na “bodega” de vinhos orgânicos Domaine Bousquet. Uma empresa familiar aberta em 1990 com o objetivo de produzir vinhos sofisticados e de alta qualidade. O passeio pela Domaine Bousquet inclui uma explicação sobre a empresa e um pouco sobre a produção do Malbec orgânico. Descobrimos como é feito para afastar as pragas sem pesticidas e manter a qualidade do vinho e também fizemos um passeio pelos tonéis de carvalho com uma degustação de 3 vinhos ao final.



Booking.com

Achei um vinho muito bom e com preços bem acessíveis na Argentina, infelizmente no Brasil ainda chegam poucas garrafas a preços muito altos. O branco foi meu predileto, suave e refrescante sem pender para o lado adocicado.

Domaine Bousquet

Primeira parada do passeio – Domaine Bousquet

Domaine Bousquet

São plantadas pequenas parreiras de Lavandas aos pés das plantações para espantar as pragas e manter o vinho orgânico – Domaine Bousquet

Domaine Bousquet

Na sala onde ficam os barris de carvalho -Domaine Bousquet

Domaine Bousquet

Sala de degustação e nossa turminha – Domaine Bousquet

Domaine Bousquet

A hora boa, degustando os 3 tipos – Domaine Bousquet

Próxima parada foi na “bodega” Andeluna, o lugar mais lindo que conheci e com o melhor vinho rosé que já provei até hoje. Uma antiga vinícola que terminou de se estabelecer em Mendoza somente em 2005, tudo em virtude do grande amor de Lay. Seu fundador falecido em 2011 que lutou arduamente para construir e estabilizar a empresa familiar. No passado a Andeluna não era prioridade para a família e Lay fez um lindo trabalho para coloca-la no radar dos Malbec.

Andeluna busca também a sofisticação e qualidade dos vinhos, bons preços e já os vi em diversos restaurantes brasileiros a preços “ok” (R$120 a garrafa). Outro fator que faz a Andeluna especial é a degustação; acontece em uma grande sacada com vista para as parreiras de uvas e com aquele clima sensacional ali na sua frente, um ambiente bem iluminado e gostoso.

Andeluna

Segunda parada do passeio Vinícolas Valle do Uco – Andeluna

passeio Vinícolas Valle do Uco

A paisagem fala por si só – Andeluna

passeio Vinícolas Valle do Uco

Foi aqui que fizemos as degustações – Andeluna

andeluna

E essa era a vista – Andeluna

A última parada do passeio vinícolas Valle do Uco foi na “bodega” Salentein. É a principal da região, um vinho de altíssima qualidade, exportado pras principais regiões consumidoras do mundo todo. Se você encontrar algum vinho da Salentein em um menu por aí não tenha dúvidas que ele será bom.

A visita começa com uma explicação sobre os vinhos, um passeio pelo jardim onde você vê algumas parreiras de uvas depois ao salão central. A Salentein faz eventos ali no salão central de tão lindo que é e também por ter uma acústica incrível. Igual de teatro onde o som emitido pode ser ouvido da mesma forma em todos os cantos do local.

Sabe por que eu amo viajar? 

Nesse dia compartilhamos nosso passeio com um casal de americanos que conversamos pouco durante as primeiras degustações. Chegando a Salentein (e com uma certa dose de vinhos pela cabeça), esse casal se abriu um pouco e estavam radiantes. MUITO FELIZES! Eu mesma comentei que a energia deles era incrível.

De repente, em meio ao salão principal onde a acústica é perfeita, o senhor se senta ao piano e toca uma melodia de arrepiar. Enquanto ela me conta sua história de vida: ambos perderam um filho de 15 anos para o câncer recentemente e se afundaram de tristeza. Aquela viagem estava representando um recomeço com a felicidade na vida do casal. Eu me emocionei e absorvi lindas mensagens que ela me passou! “Aproveite a vida, ame todos o tempo todo que puder, não brigue com a felicidade”. São esses momentos, esses aprendizados e essas vivências que tornam cada viagem inesquecível!! De arrepiar não?

Salentein

O casal mais querido do mundo e o maridão – estão verificando a acústica – Salentein

Salentein

Esse é o salão principal da Salentein

 A degustação também é especial!! Todas as adegas em geral têm lá seus vinhos caríssimos, de safras específicas que foram engarrafados em pequenas quantidades. Mas, a maior parte dessas vinícolas não colocam esses vinhos para a degustação, a Salentein coloca. Foi tudo de bom!!!

Terminada a degustação fomos para o almoço na própria Salentein. Gente!!!! Para tudo!!! A comida argentina é boa mas, aqui eu chorei dois minutos pedindo esses pratos no Brasil!!! Deliciosos. Carne pra lá de macia (bife de chorizo), tempero equilibrado acompanhando purê e muito vinho. A sobremesa também era deliciosa; uma canjica com doce de leite e sorvete de doce de leite!

Depois do almoço você pode descansar em espreguiçadeiras de frente para aquela vista incrível. Recomendo curtir uns minutinhos lá antes de entrar na van de volta a Mendoza. O passeio chega por volta das 18pm no hotel o que ainda permite uma saidinha a noite pela cidade.

Salentein

Chegamos a Salentein

Salentein

Como nosso passeio atrasou uma meia hora, nos serviram uma tacinha de vinho para contemplar a paisagem enquanto esperamos – Salentein

Salentein

A sala onde ocorre a degustação é também uma sala com a coleção de vinhos especiais – Salentein

Salentein

A degustação foi completa, começando com Pinot Noir – Salentein

Salentein

Provamos até o PRIMUS MALBEC 2011, um vinho pra lá de especial e caríssimo – Salentein

Salentein

O almoço delicioso – Salentein

Salentein

E essa sobremesa do morrer!!!! Salentein

Salentein

E depois fomos relaxar em espreguiçadeiras com esse visu ai! Salentein

Como ir até as Vinícolas Valle do Uco:

Você pode comprar um passeio com antecedência pela Viator em parceria com o blog através desse link aqui. O passeio te busca e leva de volta no hotel, faz todos os agendamentos com as vinícolas etc.

Outra opção é você mesmo agendar as vinícolas e alugar um carro com motorista (não vá dirigindo pois você vai beber bastante). Geralmente a recepção do hotel fornece os contatos com motoristas mas tente planejar antes, caso vá em alta temporada.

Uma terceira opção bem inusitada é o  Mendoza Bike Tour, você conhece as vinícolas se exercitando de bike. Bem diferente né?! Na minha próxima devo ir de bike rs.

Onde se hospedar em Mendoza:

Eu me hospedei no Villagio Hotel Boutique e gostei muito, recomendo. Outra ideia bem interessante é se hospedar em algumas das vinícolas, por exemplo a Salentein, ou a La Azul.

Quanto levar de dinheiro:

Se você comprar o passeio antes e/ou já tiver pago as vinícolas com almoço, reserve dinheiro somente para comprar as garrafas que são vendidas após as visitas e souveniers. Tem garrafa de 50 pesos até as mais seletivas que podem chegar a 500 pesos 🙂 Se você não efetuou o pagamento das vinícolas lembre-se desse din din e também de confirmar se o almoço está incluso.

Espero que gostem do artigo. Não deixem de ler mais sobre Mendoza aqui.


Planejando sua viagem em parceria com o blog:

bookingReserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Conte com opções de cancelamento gratuito, pagamento antecipado e com a confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis.

viatorCompre passeios guiados, privativos, transfers e ingressos com a Viator Tours. Deixe que a Vitor organiza seus passeios por você com tours prividos, em grupos, saída e retorno do seu hotel, ingressos, shows, city pass, fura filas e muitas outras opções.

cxbncv7e0ug4s8cAluguel de carro no mundo todo, com descontos de até 60%, em 12x sem juros e sem cobrança de IOF através da RentCars. Ela compara todas as operadoras atuantes de seu destino oferecendo melhores tarifas e condições. Flexibilidade e segurança para suas próximas Road Trips.

Chip de celular internacional com cobertura em mais de 140 países, pré pago, internet 4G ilimitada, comprado aqui no Brasil e entregue em sua casa antes de sua viagem. A EasySim 4 U presta esse serviço maravilhoso para você já chegar conecta

Sobre Luciana de Campos Assis

Turistar é minha vida! Cada viagem é única, transformadora e sempre apaixonante! Um vício mais do que delicioso! Já conheci cerca de 20% desse mundo; 122 cidades visitadas em 31 países e a parte mais gostosa é voltar pra casa e contar todos os detalhes aos leitores da Turistando com a Lu.

9 comentários

  1. Seguir os conselhos é sempre bom e pode proporcionar momentos e viagens incríveis… Temos vontade de conhecer Mendoza, e já sabemos que temos que incluir o Valle…

  2. Puxa, Mendoza é um lugar que ainda preciso conhecer. Tenho certeza que ia adorar essas vinícolas por lá…

  3. Artigo perfeito para amante do vinho!

  4. To com vontade de ir pra Mendoza ano que vem!! Adorei suas dicas, vou marcar aqui. Ótimo post!
    Abraços

  5. Ah.. Mendoza! Sou LOUCA para conhecer esse destino. Primeiro porque sou fascinada por vinhos kkkkkkkkkkkkkk! Esse post me deixou com vontade de pegar o próximo voo. Parabéns!
    Keul
    http://www.turistandonomundo.com.br

  6. Cada vez mais tenho vontade de conhecer a Argentina. E viagens com atracções vinícolas são sempre uma boa escolha e uma excelente opção. Obrigada pela dicas.

  7. Toda vez que lemos posts sobre vinícolas ficamos com água na boca e inveja. Rs.
    Bem interessante o lugar. Fomos para a Argentina mas ficamos apenas em Buenos Aires. Precisamos agora voltar para desbravar os outros lugares legais iguais a este.

  8. uau! Adorei as vinícolas e fiquei com vontade de provar todos esses vinhos.

  9. Sabes que já fomos duas vezes para Mendoza de carro daqui do Brasil e amamos demais? Que delícia né! Legal o post.

Deixe seu comentário aqui