Turistando por Tóquio – Roteiro completo

     Tóquio é um daqueles destinos que precisaremos de mais de um post para contar tudo. São vários bairros oferecendo diferentes experiências que misturam cultura, história, arte, moda, comércio, religião, gastronomia e uma multidão de gente. É a cidade mais populosa do mundo e um lugar único onde você se sentirá no extremo da modernidade e da história ao mesmo tempo, caminhar pelas ruas lotadas é emocionante e surpreendente. Neste post eu vou contar um pouquinho de tudo que você pode ver, fazer e vivenciar em Tóquio, um roteiro completo. A melhor forma para organizar sua visita a Tóquio é dividindo seu tempo e atividades por bairros. Não se preocupe com a distância entre eles, o metrô cobre a cidade toda, você só precisa ter um bom mapa em mãos e que seja um mapa em “romanji”, é assim que eles chamam o nosso alfabeto. Clique aqui para ir ao site onde peguei o mapa abaixo.

Mapa do metrô de Tóquio

Mapa do metrô de Tóquio

     Shibuya é um dos principais bairros da cidade, famoso pela Shibuya Station onde fica a estátua do cachorro Hachiko, aquele do filme do Richard Gere que esperou o falecido dono na estação de trem pelo resto de seus dias. É bem na saída Hachiko que se encontra a famosa interseção de ruas onde um formigueiro de gente cruza quando semáforo abre, procure a Starbucks e suba até o segundo piso, é de lá que você observará essa loucura, veja um vídeo aqui. O comércio é intenso na área, você encontrará as principais lojas de departamento da cidade; Seibu, Tokyu, Shibuya 109 e Loft entre outras. Para fechar essa parte do bairro, ao lado do cruzamento está o Center Gai, um complexo repleto de outdoors iluminados (quase uma time’s squre) e muita gente fashion, além do Spain Slope que é uma ruazinha estreita que leva para mais um complexo de lojas o Parco.

     Ainda em Shibuya mas um pouco afastado dessa muvuca, está o parque Yoyogi e ali dentro o Santuário Meiji. Explore o templo com calma e olhar atento para os detalhes. Logo na entrada você passará por uma parede com barris de saquê e passando por diversos Toriis que são os arcos japoneses para marcar o ambiente como sagrado. A última atração do bairro, um pouco a direita do Meiji é o Akasaka Palace, local onde políticos em visita a Tóquio se hospedam, nada demais, somente um prédio famoso mas com arquitetura normal. Shibuya é um bairro que pode ser aproveitado de dia & a noite, vai muito da sua disposição, roteiro etc.

     Vamos para Shinjuku, onde fica a estação de trem mais movimentada do mundo em que existem senhores “empurradores de gente” trem adentro, é muito engraçado passar uns minutos ali em Shinjuku Station. É neste bairro também que estão os principais escritórios de Tóquio, por isso ao caminhar por alí você verá muitos arranha-céus, um deles o Tokyo Metropolitan Government Office possui 2 torres gêmeas de 243 metros de altura na qual você pode subir para ter uma vista privilegiada da cidade. O bairro é famoso pelas suas “red light streets” o que não são como as de Amsterdã, é bem mais discreto e seguro. Também está repleto de bares, restaurantes e muitas lojas. O melhor parque para se comtemplar as cerejeiras (caso visite a cidade entre Março e Abril) fica por aqui, o chamado Shinjuko Gyoen.

     Uma experiência interessante a ser vivida em Tóquio é visitar ao mercado de peixes Tsukuji Market, não fica em nenhum bairro repleto de atrações. O famoso leilão de atum, ao qual pessoas do mundo todo comparecem, acontece no neste mercado nas primeiras horas da manhã, em 2012 o atum mais caro do mundo foi leiloado em Tsukuji. Nem sempre esses leilões são abertos ao público porém a visita é válida, a diversidade de peixes, caranguejos gigantes e outras criaturas do mar que você verá já está de bom tamanho. Ao lado do mercado tem um parque chamado Hama Rikyu, é pequeno porém muito bonito.

         O próximo bairro é o de Chiyoda e seu principal atrativo é o Palácio Imperial, a residência oficial da família desde 1603. Por volta de 1800 ele foi reconstruído, hoje fica em um ponto alto e esta rodeado por um lago, um típico castelo japonês lindíssimo. Para chegar ao palácio desça na estação de metrô Tokyo e vá caminhando pelos lindos jardins ao redor. Um outro bairro que tem poucos atrativos e pode estar no roteiro no mesmo dia em que visitar o mercado de peixes e o palácio imperial é o Asakusa. Nele você encontra o templo Senso-ji e a famosa Tokyo Skytree, uma torre de 634 metros de altura da qual os japas se orgulham muito, ela é bonita de longe e quem tiver tempo vale muito a pena a subida.

     O último bairro que está repleto de atrativos para o dia é Akihabara, onde fica o famoso distrito eletrônico. São complexos e mais complexos com lojas de 6 a 10 andares, todas vendendo eletrônicos, jogos, as revistinhas conhecidas como mangás, cartoons e tudo relacionado. Logo ao lado de Akihabara, ainda no distrito de Taito está o parque Ueno onde você pode visitar o zoológico no, qual o principal atrativo é o urso panda, ou simplesmente passear dentro do complexo, há dentro uma pagoda muito bonita. Se estiver por aqui em finais de semana, você poderá desfrutar das feirinhas tradicionais japonesas onde são servidos diferentes pratos; perna de peru defumada, tokoyaki (bolinhas estilo crepe com lula) entre outros.

Confira aqui nosso post completo sobre o que e onde comer no Japão.

     Para curtir bons restaurantes e um visual legal a noite eu recomendo os bairros de Ginza e Roppongi, são lugares movimentados e seguros. Em Ginza você tem além de bons restaurantes lojas de grife como Channel, Prada etc. Em Roppongi está o Hard Rock Café e um shopping chamado Roppongi Hills. Neste bairro também está a Tokyo Tower, uma torre laranja que, depois de construída a Tokyo Skytree, caiu um pouco no esquecimento das pessoas. Para quem gosta de museu, Tóquio conta com 2 muito bons; Nezu Art Museum que fica ao lado da estação de metrô Minami-Aoyama e também o Tokyo National Museum que fica no parque Ueno.

      O post está enorme mas não tem como falar de Tóquio em dois parágrafos, eu ainda quero escrever muito mais sobre essa cidade que tanto encanta. Em outros posts vou contar sobre os passeios ao Monte Fuji, a cidade Hakone, a Disney e muito mais. Vamos as dicas finais; melhor época para ir na minha opinião é quando as cerejeiras florescem (meados de Março e começo de Abril). Para se hospedar eu recomendo Ginza, Roppongi ou Shibuya, há um rede de hotéis no Japão chamada Toyoko-Inn que é muito boa a barata, estilo nosso IBIS, ah.. por lá também tem IBIS, fica em Shinjuku. Não se esqueça dos mapas em inglês ou em nosso alfabeto, eles facilitarão MUITO sua viagem. Se você estiver em outras cidades no Japão, a melhor forma de chegar até lá é de Shinkansen, o famoso trem bala. Caso vá do Brasil, fiquem atento pois são diversas as cias aéreas que voam pra lá e muitas vezes delas oferecem promoções que tornam a viagem possível. Pra fechar, uma galeria de fotos gerais.

Posts Relacionados:

Culinária Japonesa: como aproveitar além do Sushi & Sashimi

Shibuya Station em Tóquio: o cruzamento mais animado do mundo!

Bangcoc – Tailândia

Reservando hotéis com a Booking.com através do site da Turistando com a Lu você terá toda nossa assessoria durante sua viagem! Aproveite e clique aqui para conferir as ofertas!

Compartilhe suas fotos e histórias de viagens conosco usando o  #turistandocomaLu nas redes sociais.

     Tóquio é um daqueles destinos que precisaremos de mais de um post para contar tudo. São vários bairros oferecendo diferentes experiências que misturam cultura, história, arte, moda, comércio, religião, gastronomia e uma multidão de gente. É a cidade mais populosa do mundo e um lugar único onde você se sentirá no extremo da modernidade e da história ao mesmo tempo, caminhar pelas ruas lotadas é emocionante e surpreendente. Neste post eu vou contar um pouquinho de tudo que você pode ver, fazer e vivenciar em Tóquio, um roteiro completo. A melhor forma para organizar sua visita a Tóquio é…

Review Overview

User Rating: Be the first one !
0

Sobre Luciana de Campos Assis

Turistar é minha vida! Cada viagem é única, transformadora e sempre apaixonante! Um vício mais do que delicioso! Já conheci cerca de 20% desse mundo; 122 cidades visitadas em 31 países e a parte mais gostosa é voltar pra casa e contar todos os detalhes aos leitores da Turistando com a Lu.

2 comentários

  1. Que incrível! Tóquio deve ser uma viagem interessante demais!!!

Deixe seu comentário aqui